Erupção do Mauna Loa atrai visitantes ao Parque Nacional dos Vulcões do Havaí; vídeo - Jornal Diário do Curimataú
Erupção do Mauna Loa atrai visitantes ao Parque Nacional dos Vulcões do Havaí; vídeo

Erupção do Mauna Loa atrai visitantes ao Parque Nacional dos Vulcões do Havaí; vídeo

COMPARTILHE

 


O Globo -

A erupção do Mauna Loa tem atraído visitantes ao Parque Nacional dos Vulcões do Havaí. Expelindo lavas de até 60 metros de altura e soltando rios de rocha derretida, o maior vulcão ativo do mundo entrou em atividade na noite de domingo pela primeira vez em quase 40 anos.

O parque mantém suas portas abertas 24 horas por dia. Mas a administração fechou o acesso à área de cume do Mauna Loa para visitantes. A medida é uma precaução a possíveis acidentes.

Mesmo assim, "a vista tem sido espetacular", mesmo de longe. Quem assegura é a porta-voz do parque, Jessica Ferracane, em entrevista à agência AP.

No momento, os visitantes podem testemunhar as erupções de dois vulcões no parque: a do Kilauea e a lava de uma fissura de Mauna Loa.

As lavas do Mauna Loa tem variado de 30 e 60 metros de altura. Imagens de helicóptero mostram o fluxo escorrendo do cume.

Os geólogos dizem que pessoas e propriedades na área sob a erupção não estão em risco por enquanto.

"Os fluxos de lava das duas fissuras mais altas estão descendo a encosta, mas são interrompidos a cerca de 10 quilômetros da Saddle Road [a estrada principal no sopé do flanco Norte da montanha]", informou o USGS.


A lava que sai da terceira fissura a cerca de 3 mil metros também estava longe da estrada. Entretanto, as autoridades alertam que Mauna Loa é um vulcão dinâmico, e relataram uma quarta fissura nas últimas horas. "Fissuras adicionais podem se abrir na Zona de Falha do Nordeste, e os fluxos de lava podem continuar descendo a encosta."

Mauna Loa acumula pressão há anos, segundo o USGS, que informou que a erupção foi visível de Kona, cidade na costa Oeste da ilha principal do arquipélago, a cerca de 72 quilômetros de distância.

Embora a lava ainda não ameace a população, especialistas alertam que os ventos podem carregar gás vulcânico, cinzas finas e fios de vidro de basalto conhecidos como "cabelo de Pele" morro abaixo. Esses fios, que podem medir até dois metros, são formados quando novelos de lava esfriam rapidamente no ar. Eles receberam o nome de Pele, a deusa dos vulcões no Havaí, e apresentam risco potencial de ferimentos nos olhos e na pele por poderem ser muito afiados.

'Grande montanha'

As autoridades do Havaí não emitiram ordens de retirada, apesar de a área do cume e várias rodovias da região terem sido fechadas. Dois abrigos foram abertos por precaução.

Mauna Loa é o maior vulcão da Terra em volume. Seu nome significa "Grande Montanha" e cobre metade da Ilha Grande e é maior que o resto das ilhas havaianas juntas.

Os flancos submarinos do vulcão estendem-se por vários quilômetros até um fundo oceânico que, por sua vez, é deprimido pela grande massa do Mauna Loa, fazendo com que o seu cume fique cerca de 17 quilômetros acima da sua base, segundo o USGS.

Um dos seis vulcões ativos no arquipélago havaiano, Mauna Loa entrou em erupção 33 vezes desde 1843, de acordo com o USGS. A erupção mais recente, em 1984, durou 22 dias e produziu fluxos de lava que atingiram até quatro milhas de Hilo, uma cidade que atualmente abriga cerca de 44 mil pessoas.

Kilauea, um vulcão localizado no flanco Sudeste de Mauna Loa, entrou em erupção quase continuamente entre 1983 e 2019. Uma pequena erupção ocorre há meses.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.