Picuí, Cuité e outras: Corregedoria-Geral inicia correições no Conselho Superior do MP e em seis promotorias de Justiça - Jornal Diário do Curimataú
Picuí, Cuité e outras: Corregedoria-Geral inicia correições no Conselho Superior do MP e em seis promotorias de Justiça

Picuí, Cuité e outras: Corregedoria-Geral inicia correições no Conselho Superior do MP e em seis promotorias de Justiça

COMPARTILHE

 


Ascom -

A Corregedoria-Geral do Ministério Público da Paraíba deu início, nessa segunda-feira (17/10), às correições ordinárias no Conselho Superior do MPPB e também nos cargos das Promotorias de Pocinhos, Sumé, Serra Branca, Monteiro, Picuí e Cuité.

Pela manhã, foi realizada a reunião inaugural da correição no Conselho Superior, na sala de sessões do colegiado. Participaram o procurador-geral de Justiça, Antônio Hortêncio Rocha Neto; o corregedor-geral Alvaro Gadelha Campos; a subcorregedora-geral, Kátia Rejane Lucena; os conselheiros José Roseno Neto, Francisco Sagres e Valberto Lira, e o secretário-geral Rodrigo Nóbrega.

O procurador-geral destacou que a correição é um ato programado importante para verificar, orientar e encontrar os melhores caminhos a serem percorridos.

O corregedor-geral ressaltou a competência dos conselheiros e de seus assessores e explicou que, da mesma forma que foi feito no Colégio de Procuradores, no Conselho Superior cada conselheiro vai observar o trabalho do outro. Os trabalhos de correição se estendem até a próxima sexta-feira.

Promotorias

À tarde, foi realizada a reunião inaugural, de forma virtual, das Promotorias de Pocinhos, Sumé, Serra Branca, Monteiro, Picuí e Cuité.  Participaram o corregedor-geral, Alvaro Gadelha Campos; a subcorregedora-geral, Kátia Rejane Lucena; os promotores corregedores Anna Emanuelle Malheiros, Rodrigo Pires e Clístenes Holanda.

Também estiveram presentes os promotores correicionados Ernane Lucas Nunes Menezes (Monteiro), Diogo D’Arolla Pedrosa Galvão (Monteiro), Bruno Leonardo Lins (Sumé), Leonardo Cunha Lima de Oliveira (Serra Branca), Fabiana Alves Mueller (Pocinhos), Daniel Dal Pont Adriano (Picuí) e Erika Bueno Muzzi (Cuité), além de servidores e assessores.

O corregedor-geral Alvaro Gadelha declarou que o momento é de pensar em união e que os promotores devem ver o órgão como defensor dos membros. “Teremos um diálogo personificado. O fundamental aqui é a orientação como estratégia para fazer crescer tanto a Corregedoria como cada promotor. Tenham a Corregedoria como extensão da casa de cada um de vocês”.

A subcorregedora Kátia Rejane Lucena também falou sobre a importância da união para fortalecer a instituição e trazer resolutividade. “Estamos à disposição de vocês para contribuir da melhor forma possível para ter os resultados desejados e  para que vocês sejam mais valorizados”, disse.

Os promotores corregedores Anna Emanuelle Malheiros, Rodrigo Pires e Clístenes Holanda explicaram a metodologia utilizada na correição, que consiste na verificação dos processos e procedimentos nos sistemas, na primeira semana, e em uma entrevista pessoal com cada promotor correicionado, na segunda semana.

Ao final da reunião, foi aberta oportunidade aos promotores correicionados que ressaltaram a importância da orientação da Corregedoria para o aprimoramento da atuação funcional para uma melhor prestação de serviço à sociedade.

 

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.