Homem é preso no Rio por tingir de verde feijão fradinho para vender como feijão de corda - Jornal Diário do Curimataú
Homem é preso no Rio por tingir de verde feijão fradinho para vender como feijão de corda

Homem é preso no Rio por tingir de verde feijão fradinho para vender como feijão de corda

COMPARTILHE

 


G1 -

Segundo a polícia, enquanto preço médio do fradinho custa R$ 6,50, o de corda vale R$ 27,50.

Um homem foi preso nesta segunda-feira (12) por pintar feijões fradinho para vender como se fossem feijões de corda. O suspeito, de 43 anos, foi detido em São João de Meriti vendendo o produto em uma feira livre, no bairro Vilar dos Teles.

Segundo a polícia, após pesquisa de mercado, foi verificado que o preço médio do fradinho custa R$ 6,50 e do feijão de corda, R$ 27,50.

Agentes da Delegacia Especial de Crimes contra o Consumidor (Decon) foram verificar uma denúncia na Rua Visconde da Gávea, na Gamboa, Zona Portuária do Rio, onde encontraram e interditaram uma produção clandestina de feijões pintados. No local, foram achados equipamentos utilizados para o manuseio e manipulação da fraude.

O homem que foi preso é natural do Rio Grande do Sul. Segundo a polícia, ele afirmou que aprendeu a praticar a fraude em São Paulo e decidiu importar o “negócio” para o Rio de Janeiro há um ano.

Ao ser preso, o homem confirmou à polícia que já realizava a fraude na Baixada Fluminense, nos dias de semana. Já aos fins de semana, ele disse que vendia o produto em São Gonçalo, em uma feira nordestina no bairro de Neves.

O autor, que não teve o nome divulgado, foi preso por crime contra as relações de consumo.

 

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.