Médico Audes Feitosa explica alimentação e os cuidados para quem tem pressão alta; entenda - Jornal Diário do Curimataú
Médico Audes Feitosa explica alimentação e os cuidados para quem tem pressão alta; entenda

Médico Audes Feitosa explica alimentação e os cuidados para quem tem pressão alta; entenda

COMPARTILHE

 


Pinzon -

De acordo com Audes Feitosa, médico cardiologista e especialista em hipertensão arterial, um dos grandes vilões é o sal e o consumo excessivo de comidas embutidas

A alimentação é um dos grandes responsáveis por um risco maior de adquirir um quadro de hipertensão arterial ao longo dos anos. Segundo informações da Sociedade Brasileira de Cardiologia (DHA/SBC), cerca de 33% dos brasileiros sofrem de pressão alta, o que representa cerca de 38 milhões de pessoas, só em 2019 a doença foi a que mais levou a óbitos no mundo.

De acordo com o médico cardiologista e especialista em hipertensão arterial, Audes Feitosa, um dos maiores vilões ligado a alimentação é o sal. “Tem que se evitar o consumo excessivo de sal, tira o saleiro da mesa mesmo, evitando alimentos enlatados, embutidos e com muito teor de sal”, explicou.

Já um dos fatores de risco é a obesidade, já que é levada em consideração a hereditariedade de cada pessoa, dando a ela uma pré-disposição a doença. E esse tipo de comportamento, ligado a alimentação, é um fator importante a ser debatido. Segundo o médico, deve-se existir uma dieta saudável para se manter um peso normal. “Se a pessoa tem um sobrepeso, o controle disso com a redução do peso corpóreo vai reduzir a pressão arterial também”.

Esse tipo de comportamento sugere uma reeducação alimentar, principalmente para as pessoas que tem um histórico maior de pressão alta na família. O consumo de alimentos naturais e saudáveis, como frutas e verduras, é um caminho. Já as Atividades físicas podem auxiliar no tratamento para quem tem pressão arterial, além de controlar uma série de outras complicações.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.