Católicos e Evangélicos promovem ato contra a suspensão de Missas e Cultos presenciais em Campina Grande - Jornal Diário do Curimataú
Católicos e Evangélicos promovem ato contra a suspensão de Missas e Cultos presenciais em Campina Grande

Católicos e Evangélicos promovem ato contra a suspensão de Missas e Cultos presenciais em Campina Grande

COMPARTILHE

 


ParaíbaDebate -

Católicos e Evangélicos de Campina Grande se uniram em ato realizado nesta segunda-feira (15) contra a suspensão das celebrações religiosas presenciais em meio ao agravamento da pandemia da Covid-19 na Paraíba e no município. A manifestação foi programada pelas redes sociais após o decreto estadual, respaldado pela Justiça, se impor ao da Prefeitura, que previa Missas e Cultos com capacidade máxima de público de 30%.

Segurando cartazes, as pessoas ocuparam a Praça da Bandeira e promoveram momentos de louvor e oração pelo fim da crise sanitária vigente em nosso país há um ano e que se aproxima de 280 mil vítimas, 4.992 delas no Estado e 570 em Campina Grande.

O grupo argumenta que bares e restaurantes, por exemplo, seguem funcionando e alguns sem os devidos protocolos sanitários, mas as Igrejas, que atendem aos critérios de segurança, estão sendo fechadas, indicando também uma possível perseguição religiosa.

Os Católicos reforçam as críticas ao destacar a importância dos sacramentos para eles, além de que em Campina Grande atividades religiosas se tornaram serviços essenciais. O prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) pontua as ações de assistência social e psicológica que as Igrejas desenvolvem para justificar a medida, seguida por diversas cidades a exemplo de João Pessoa.

O governador João Azevêdo (Cidadania) e o secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Geraldo Medeiros, enfatizam que o decreto não proíbe que Missas e Cultos sejam transmitidos pelas redes sociais de cada Igreja com a presença de uma pequena equipe no local e que a medida vale até o dia 27 deste mês – podendo ser prorrogado – para frear a disseminação do novo Coronavírus.



Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.