Prefeitura de Picuí não pagou faturas da energisa com recursos da Covid 19. Afirmou o prefeito Olivânio - Jornal Diário do Curimataú
Prefeitura de Picuí não pagou faturas da energisa com recursos da Covid 19. Afirmou o prefeito Olivânio

Prefeitura de Picuí não pagou faturas da energisa com recursos da Covid 19. Afirmou o prefeito Olivânio

COMPARTILHE
Francisco Araújo -

Secretário de Finanças Márcio Renato com o prefeito
Olivânio Remígio no Centro Administrativo Municipal
Nesta segunda-feira, (27), o prefeito de Picuí Olivânio Remígio foi surpreendido com uma informação acusando o mesmo de ter utilizado recursos destinados as ações de combate e prevenção a Covid-19, para pagamento de faturas da energisa. De imediato, Olivânio juntamente com o secretário de finanças do município Márcio Renato, realizam uma live através das redes sociais e apresentaram documentos que desmentem as informações falsas que tentaram passar aos paraibanos.

De acordo com a nota oficial, divulgada pelo Governo da Participação, trata-se de uma informação falsa com o intuito de macular a Administração Municipal. Fato esclarecido pelo prefeito Olivânio Remígio em suas redes sociais. 

Durante a transmissão Olivânio desafiou seus opositores a denunciá-lo no Ministério Público da Paraíba sobre essa fato. Confira na sequencia as informações do prefeito e em seguida a nota oficial. 


NOTA OFICIAL

A Prefeitura Municipal de Picuí vem a público esclarecer que, a informação veiculado em alguns portais de notícia de que os recursos para combate à COVID-19 teriam sido utilizados para pagamento de faturas de energia. Trata-se de uma informação falsa com o intuito de macular a administração Municipal. 

Fato esclarecido pelo Prefeito Constitucional Olivânio Remígio em suas redes sociais. Em que a Unidade Orçamentária do município que trata com os recursos da COVID-19, com o CNPJ do Fundo Municipal de Saúde, e estes recursos foram destinados exclusivamente para a aquisição de testes rápidos, na compra de EPIs para os profissionais e, neste mês de julho, está sendo colocado o aporte de 90 mil reais para pagamento da insalubridade dos profissionais de saúde de Picuí. Vale ressaltar que a fonte orçamentária em que o recurso da iluminação pública está empenhado é a 001, que trata-se do recurso próprio e que no Portal da Transparência, não constam os pagamentos da Iluminação pública realizados com os recursos da COVID-19.

O trabalho de combate à pandemia de COVID-19 vem sendo realizado dia a dia pela Administração Municipal, através da Secretaria de Saúde, e os recursos destinados para este fim vêm sendo exclusivamente utilizados com muita responsabilidade e compromisso pela saúde pública dos picuienses.




Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.