Sertão registra segundo caso de bezerro com duas cabeças em menos de três meses - Jornal Diário do Curimataú
Sertão registra segundo caso de bezerro com duas cabeças em menos de três meses

Sertão registra segundo caso de bezerro com duas cabeças em menos de três meses

COMPARTILHE
ClickPB -

Por conta da difícil alimentação ou existência de outras anomalias em órgãos internos, animais com duas cabeças, geralmente, não sobrevivem por mais que algumas horas.

Pela segunda vez em menos de três meses, a cidade de Piancó registrou o nascimento de bezerros com duas cabeças. O caso mais recente foi na noite dessa quarta-feira (05) na Comunidade Peixoto (Piancó), Paim de Cordeiro, onde uma vaca deu à luz a um bezerro com duas cabeças. O animal morreu logo após o nascimento.

Outro caso foi registrado em novembro do ano passado, na propriedade de Evanildo Pereira da Silva, na comunidade rural Várzea da Cachoeira.

Segundo informações, foi a primeira gestação da vaca. O dono da propriedade disse que o animal não sobreviveu às complicações e salientou que foi a primeira vez que algo do tipo aconteceu em sua propriedade.

A anomalia é causada por cruzamento entre parentes e ocorre por erro na divisão do óvulo ou mesmo por separação incompleta no caso da gestação de gêmeos univitelinos.




Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.