Estado anuncia construção de 12 centros de triagem de resíduos sólidos - Jornal Diário do Curimataú
Estado anuncia construção de 12 centros de triagem de resíduos sólidos

Estado anuncia construção de 12 centros de triagem de resíduos sólidos

COMPARTILHE
Correio -

O governador João Azevêdo anunciou, nessa segunda-feira (3), investimentos na ordem de R$ 3 milhões para a construção de 12 centros de triagem de resíduos sólidos, que atenderão mais de 50 municípios da Paraíba. A ação é resultado de uma parceria entre o Governo do Estado, prefeituras e o Ministério Público. Objetivo é viabilizar a realização de coletas seletivas, proporcionar a geração de renda para quem trabalha no segmento e aumentar a vida útil dos aterros sanitários.

Centros de triagem de resíduos sólidos

De acordo com João Azevêdo, os centros de triagem serão construídos em Marcação, Mari, Serra Branca, Taperoá, Picuí, Lagoa de Dentro, Ingá, Juazeirinho, Remígio, Queimadas, Caaporã e Juripiranga.
As unidades de gerenciamento de resíduos sólidos também irão atender os municípios de Baía da Traição, Rio Tinto, Sobrado, Riachão do Poço,  Caldas Brandão, São José dos Cordeiros, Coxixola, Parari, São João do Cariri, Assunção, Livramento, Baraúna, Sossego, Nova Palmeira, Pedra Lavrada, Jacaraú, Pedro Regis, Curral de Cima, Duas Estradas, Riachão do Bacamarte, Itatuba, Serra Redonda, Soledade, Cubati, Olivedos, Tenório, Areia, Algodão de Jandaíra, Fagundes, Caturité, Barra de Santana, Alhandra, Pitimbu, Pedras de Fogo, Itabaiana, Pilar, São Miguel de Taipu e São José dos Ramos.

Reunião

Ainda segundo o governador, uma reunião está prevista para acontecer nos próximos dias com os municípios, por meio da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), para encaminhamento dos convênios.
“Sabemos que a atribuição de tratar os resíduos sólidos é municipal, mas o Estado já elaborou um Plano Estadual de Resíduos Sólidos e apresenta uma solução para atender os municípios que assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público e não têm condições de cumprir por conta da falta de recursos. Nós estamos permitindo que os municípios fiquem regulares, considerando que a lei exige que se tome providências em relação ao assunto”, disse o governador.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.