Polícia Civil: órgão prevê 6.557 vagas de concurso em todo o Brasil para 2020; saiba onde - Jornal Diário do Curimataú
Polícia Civil: órgão prevê 6.557 vagas de concurso em todo o Brasil para 2020; saiba onde

Polícia Civil: órgão prevê 6.557 vagas de concurso em todo o Brasil para 2020; saiba onde

COMPARTILHE
Wscom -

As polícias civis pelo Brasil estão empenhadas em realizar concursos em 2020. Ao todo, são 6.557 vagas, em 10 estados, com oportunidades para escrivães, investigadores, agentes, papiloscopistas, médicos legistas, delegados e outros cargos de carreira.

Com remunerações iniciais que variam de R$ 1,5 mil a R$ 18 mil, foi feito um balanço parcial com a situação e as informações mais recentes das principais seleções para o órgão em todo o Brasil.

Confira como estão as expectativas em 10 estados:

Alagoas (AL)
O governador Renan Filho (MDB) anunciou, em novembro, que haverá um reforço de 300 agentes e 40 delegados na PC-AL em 2020. Para a promessa se concretizar será necessário encaminhar um projeto de lei à Assembleia Legislativa do estado, sem prazo para acontecer.

A intenção é reduzir o déficit previsto com a aposentadoria de 600 policiais que já reúnem condições de deixar os cargos. Ao todo, há 1.600 policiais ativos na corporação.
O último concurso foi em 2012, quando foram ofertadas 400 vagas, sendo 40 para delegado, 120 para escrivão e 240 para agente. O salário inicial varia de R$ 3,8 mil a R$ 12 mil.

Ceará (CE)
Os estudos para abrir vagas na PC-CE estão avançados. Tanto o governador Camilo Filho (PT) quanto o secretário de Segurança Pública, André Costa, anunciaram e confirmaram em entrevistas e redes sociais o início do andamento de concurso ao longo de 2020.
Os números iniciais indicam a abertura de cerca de 1.500 postos para delegado, inspetor e escrivão, o que ainda precisará ser confirmado. Os aprovados terão salário inicial de R$ 1,3 mil a R$ 16,3 mil. Na última seleção, em 2014, 35.070 concorreram às 724 vagas ofertadas.

Distrito Federal (DF)
No Distrito Federal, as inscrições para escrivão começam em 22 de janeiro. São 300 vagas imediatas e não haverá formação de cadastro de reserva, contrariando o desejo dos concurseiros.

Uma nova seleção deve ser divulgada em breve, pois o concurso para 1.800 agentes – 600 deles com início imediato – está autorizado. Agora, há o processo de seleção da empresa que ficará responsável por todo o processo de escolha dos novos policiais.

Goiás (GO)
Uma comissão interna está formada na PC-GO desde 2018, depois de recomendações do Ministério Público estadual. Entretanto, anda a passos lentos para finalizar os preparativos a fim de divulgar o edital com 550 oportunidades de agente e escrivão.
Ainda não há previsão para divulgação da banca organizadora ou de quando terá início a seleção, com a liberação do edital. Um dos entraves é o acordo feito pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) com todos os poderes estaduais de suspender a contratação de servidores – e a realização de concursos – até junho deste ano.

A última seleção ocorreu em 2016, com 500 vagas, e atraiu 31.329 candidatos, uma concorrência geral de 63 inscritos por oportunidade. O ganho em início de carreira é de R$ 1,5 mil e pode chegar a R$ 10,5 mil.

Mato Grosso do Sul (MS)
A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul (MS) tem a permissão de preencher 170 postos: 40 vagas para médico legista , 40, para perito criminal; 40, para papiloscopista; e 50, para agente de polícia científica.

A liberação ocorreu em 2018, logo após a alteração da Lei Orgânica da PC-MS, porém não há previsão de quando vai começar o processo de seleção.

Pará (PA)
A Polícia Civil do Pará selecionará 1.495 policiais em 2020. Serão 252 vagas para escrivães, 265, para delegados; 818, para investigador; e 160, para papiloscopistas. Todos os cargos exigem nível superior e oferecem remuneração entre R$ 5,2 mil e R$ 12 mil.

A validade da seleção atual, ocorrida em 2016 com oferta de 650 postos, termina neste mês. No próximo, está marcada a licitação para a empresa que vai organizar o novo concurso.

Paraná (PR)
A espera desde 2009 por uma nova seleção de servidores da PC-PR está prestes a acabar. As 400 vagas autorizadas em novembro, 300, para investigador; 50, para delegado; e 50, para papiloscopista, terão processo de seleção iniciado até março.

O concurso está em fase de seleção da banca organizadora. As duas mais cotadas são o Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Coordenadoria de Processos Seletivos da Universidade Estadual do Paraná (Cops/UEL).

A princípio, o projeto base programou a realização das provas para dias diferentes, o que possibilitaria a participação na disputa para mais de um cargo. Isso não será mais possível.

No fim de dezembro, o conselho da corporação recuou e definiu que todos serão avaliados no mesmo dia, a fim de não gerar mais ônus para os cofres públicos.

Rio Grande do Norte (RN)
A governadora Fátima Bezerra (PT) confirmou, na quinta-feira (02/01/2020), que o edital do concurso da PC-RN será divulgado em abril. Já o curso de formação deve começar em agosto, com duração de quatro meses.

Ela não divulgou o número de vagas, entretanto, a previsão é 302 oportunidades para agente, delegado e escrivão.

A última seleção ocorreu em 2008, quando foram selecionados 107 escrivães, 263 agentes e 68 delegados. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) foi o responsável pela seleção.

A realização de novo concurso tem sido debatida desde o ano passado. Mas um impasse na Procuradoria-Geral do estado provocou atraso na seleção e contratação da banca organizadora, etapa que estava prevista para novembro.

O cronograma foi atualizado, e a nova expectativa é que o edital seja lançado em abril.

Rio de Janeiro (RJ)
Faltam mais de 14 mil policiais nos quadros da PC-RJ. Por essa razão, no ano passado, foi autorizado o novo concurso, que terá 864 oportunidades imediatas e formação de cadastro de reserva. Sete empresas apresentaram propostas em dezembro durante audiência pública.

A expectativa é que a seleção atraia 100 mil inscritos nos dois editais: um exclusivamente para delegados e outro para auxiliar e técnico de necropsia, inspetor, perito criminal e legista e investigador. A remuneração varia de R$ 4,5 mil a R$ 18,7 mil.

São Paulo (SP)
A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo está fazendo o dever de casa para publicar o edital que reforçará os quadros da Polícia Civil local com 2.939 profissionais.

O processo de escolha e a contratação da empresa responsável pelo concurso está em andamento, bem como a elaboração dos projetos dos editais.

O mais provável é que cada cargo tenha o edital individualizado, em razão da magnitude da seleção. Estão autorizadas 250 vagas para delegados; 1.600, para escrivães; 900, para investigadores; e 189, para médicos legistas.

Atualmente, há um déficit de cerca de 12,9 mil policiais. O quadro se agrava com os pedidos de aposentadoria – cerca de 980 protocolados apenas em novembro de 2019


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.