Economista critica estratégias de Paulo Guedes e acusa governo de estar fazendo Brasil retroagir socialmente - Jornal Diário do Curimataú
Economista critica estratégias de Paulo Guedes e acusa governo de estar fazendo Brasil retroagir socialmente

Economista critica estratégias de Paulo Guedes e acusa governo de estar fazendo Brasil retroagir socialmente

COMPARTILHE
Polêmica Paraíba -


O economista e professor da Unicamp, Marcio Pochmann, tirou os primeiros dias deste ano de 2020 para analisar e criticar as decisões do ministro da Economia Paulo Guedes. Pochmann aponta que durante a atual gestão a reserva brasileira de dólares viria caindo expressivamente.

“Sob o argumento de reduzir custos do Estado, o governo Bolsonaro proíbe concursos e extingue 27,5 mil cargos públicos. Em breve, o país tomará conhecimento de seus efeitos na piora da saúde com o desaparecimento de agentes de saúde e guardas de endemia, entre outros problemas.”, afirmou o economista demonstrando discordar da maneira como o governo vem buscando desonerar a máquina pública.

Para Pochmann o atual estaria fazendo o Brasil caminhar para trás na história e por isso deu ao atual governo a alcunha de “Governo curupira”. Ele afirma que falta autocrítica aos membros da equipe econômica do governo que não aceita que suas estratégias estariam erradas e questiona os motivos da grande mídia não apresentar esta realdade ao público.

Preocupada com o anêmico desempenho econômico possível para 2020, a mídia comercial já começa a antecipar motivos que no seu entender, como 11 feriados nacionais neste ano, diminuem o comportamento da economia brasileira. Haja criatividade para sustentar o desastre neoliberal.