UFCG ocupa a segunda colocação no ranking nacional de depósito de patentes - Jornal Diário do Curimataú
UFCG ocupa a segunda colocação no ranking nacional de depósito de patentes

UFCG ocupa a segunda colocação no ranking nacional de depósito de patentes

COMPARTILHE
Ascom -

UFPB está na ponta da lista com 94 pedidos registrados no último ano

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) ocupa a segunda colocação no ranking nacional de depósito de patentes. O resultado foi divulgado pela Assessoria de Assuntos Econômicos do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), ligado ao Ministério da Economia, na última quinta-feira, dia 14. Universidade Federal da Paraíba (UFPB) está na ponta da lista, com 94 pedidos registrados no último ano, enquanto a UFCG, em segundo, registrou 82 pedidos.

Em 2017, a liderança estava com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que passou para quinta colocada, com 50 pedidos de patente em 2018. Já a Universidade de São Paulo (USP), que ocupava a quinta posição, caiu para o sexto lugar no ranking (47 pedidos).

“Esperávamos o resultado, pois trabalhamos com muita energia para alcançá-lo e seguimos fazendo isso. Os resultados estão vindo ano após ano e com certeza ficamos muito felizes de poder colocar o nome da UFCG e, acima de tudo, o da Paraíba, no topo”, comemorou o professor Nilton Silva, diretor do Núcleo de Inovação e Transferência Tecnológica (NITT) da UFCG e diretor geral da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTc/PB).


Dos vinte maiores depositantes residentes de patente de invenção, dezoito são instituições de ensino e pesquisa e apenas duas empresas se destacaram: a Petrobras, em quarto lugar, subindo 22 posições em relação a 2017; e a CNH Industrial Brasil Ltda., na 12ª posição, caindo cinco colocações.

Clique aqui para conferir o ranking do INPI na íntegra.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.