Funcionário de Câmara envolvido em ‘farra de verbas’ seria oficial de justiça do TJPB - Jornal Diário do Curimataú
Funcionário de Câmara envolvido em ‘farra de verbas’ seria oficial de justiça do TJPB

Funcionário de Câmara envolvido em ‘farra de verbas’ seria oficial de justiça do TJPB

COMPARTILHE
Portal Paraíba -

O delegado Allan Murilo Térruel, da Delegacia Especializada de Repressão ao Crime Organizado (Draco), informou que o contador da Câmara Municipal de Santa Rita, Fábio Cosme, preso na nesta terça-feira (05) junto com outros onze vereadores suspeitos do crime de peculato, seria oficial de Justiça do Tribunal de Justiça da Paraíba.
A informação foi passada pelo delegado à reportagem da TV Arapuan antes do início da coletiva. Terruel informou que o contador confessou ser também um servidor do judiciário paraibano e, durante a coletiva, ratificou a informação.
As prisões dentro da operação ‘Natal Luz’ aconteceram em flagrante na madrugada desta terça-feira (5), na BR-101, enquanto os parlamentares voltavam de uma viagem a Gramado, no Rio Grande do Sul. Eles seguiam de Recife, onde desceram em um voo, para o município da Grande João Pessoa. Os vereadores são suspeitos do crime de peculato, e os crimes são cometidos através do uso de diárias pagas pela Câmara Municipal. O contador da Casa Legislativa também foi preso. Somente em 2019, a Câmara Municipal já desembolsou mais de R$ 507.723 mil em concessão de diárias.
Foram presos: o presidente da Câmara, Anésio Miranda e os vereadores Brunno Filho de Cicinha, Cícero Medeiros, Sérgio Confecções, Francisco Queiroga, Rosa do Vaqueiro, João Grandão, Marcos Farias, Galego do Boa Vista, Diocélio de Várzea Nova e Ivonete, além do contador da Câmara, Fábio Cosme.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.