Seminário do PB Rural é instalado em Cuité, nesta terça (24) - Jornal Diário do Curimataú
Seminário do PB Rural é instalado em Cuité, nesta terça (24)

Seminário do PB Rural é instalado em Cuité, nesta terça (24)

COMPARTILHE
Ascom -

Na manhã desta terça-feira (24), foi instalado na cidade de Cuité, Curimataú paraibano, no auditório da UFCG – Sítio Olho da Bica, o Seminário PB Rural Sustentável reuniu cerca de 120 agricultores e produtores rurais de Baraúna, Barra de Santa Rosa, Cubatí, Cuité, Damião, Frei Martinho, Nova Floresta, Nova Palmeira, Pedra Lavrada, Picuí, São Vicente do Seridó e Sossego. O evento é realizado pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds) e Projeto Cooperar.

O objetivo do seminário é discutir as ações, metas e formas de apresentar demandas a serem priorizadas de acordo com os critérios estabelecidos pelo programa, são os objetivos do PB Rural. Os seminários são realizados pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds) e Projeto Cooperar.

O secretário de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds), Luiz Couto, depois de fazer uma rápida retrospectiva acerca do desempenho do PB Rural para a agricultura familiar, reportou-se em convidar os presentes para participar, em João Pessoa, no próximo dia 2 de outubro, no auditório do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, de um encontro para tratar de importantes temas, como: a dívida que os agricultores têm junto ao Banco do Nordeste, entre outros assuntos ligados à agricultura familiar.

O prefeito Olivânio Dantas Remígio, do município de Picuí, disse, que o PB Rural é um projeto de grande magnitude e que terá um retorno social enorme, “com isso, ganha o município, a prefeitura diminui seus investimentos em alguns setores, principalmente, no que diz respeito a assistência as pessoas através de políticas que muitas vezes não são proativas, onde às vezes existe o assistencialismo. Então, com o Projeto Cooperar vamos ter uma atividade produtiva e, com certeza, o município vai ganhar com isso, porque vai gerar mais renda nas suas comunidades”, observou Olivânio.

O coordenador do Projeto Cooperar, Omar Gama, falou das instalações das gerências regionais fixadas em quatro municípios polos, para facilitar o acesso dos agricultores no envio de suas demandas. A sede, em João Pessoa, vai assistir 54 municípios; as gerências de Sumé, 32; Soledade, 49; Patos, 47 e Sousa, 40. A determinação do governador João Azevêdo, conforme, Omar, é para que o PB Rural trabalhe com parceiros do próprio do governo e com instituições federais e estaduais, além de organizações da sociedade civil. Ele, pontuou os prazos que são cedidos pelo Banco Mundial: quatro anos e meio para utilização dos recursos empreendidos, “porque se não utilizarmos dentro desse prazo corremos o risco de devolver, isso não acontecerá porque vamos cumprir os prazos determinados”, garantiu Omar.

Após as apresentações de estratégias de implementação do Programa PB Rural, foi realizado as exposições dos técnicos do Cooperar, sobre o Fortalecimento Institucional, pela coordenadora Nalfra Batista; Salvaguardas Socioambientais, pela gerente de Operações, Elisane Abrantes; Acesso à Água e Redução da Vulnerabilidade Agroclimática, pelo técnico João Guilherme; e Alianças Produtivas, pela coordenadora Valdecy Freire.

Em seguida aconteceu uma roda de conversas entre os técnicos do Cooperar e os representantes dos municípios envolvidos, coordenado pela coordenadora do Componente Fortalecimento Institucional, Nalfra Batista. O coordenador de Tecnologia da Informação, Eduardo Vicentin, também estava presente.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.