Bancos podem ficar sem dinheiro por greve de Vigilantes de transporte de valores - Jornal Diário do Curimataú
Bancos podem ficar sem dinheiro por greve de Vigilantes de transporte de valores

Bancos podem ficar sem dinheiro por greve de Vigilantes de transporte de valores

COMPARTILHE
Página1 -


Após assembleia ocorrida na noite desta terça-feira (9), os vigilantes em transporte de valores da Paraíba anunciaram que vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir de data que ainda será definida após cumprimento de trâmites jurídicos. 

A informação foi confirmada ao Portal Correio pelo presidente do Sindicato dos Vigilantes de Transporte de Valores da Paraíba, Laudivan Gonçalves, que revelou que a decisão pela paralisação foi unânime.
Gonçalves informou que iria ocorrer uma reunião entre a categoria e o sindicato patronal nessa segunda-feira (8), no Ministério do Trabalho, mas os patrões cancelaram a reunião.
“Pedimos 10% de aumento no salário e 15% no valor do vale-alimentação, ou 15% do vale e 5% de aumento de salário, mas os patrões não querem negociar mais”, afirmou o presidente.
O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves, disse que com o início da greve caixas eletrônicos e agências bancárias abastecidos por carro-forte devem enfrentar desabastecimento.
“Logicamente que vai causar alguns transtornos no sentido de falta de dinheiro nas agências e nos postos de atendimentos, mas a greve infelizmente é isso, se não prejudicar não tem sentido fazer greve. Eles têm todo direito e é legítimo o pleito. Terão todo o nosso apoio, são trabalhadores. Estão no seu direito de fazer greve. É uma classe injustiçada pelo risco de vida que corre no dia a dia e que recebe salários baixos”, disse Marcelo Alves.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.