Uso do celular no trânsito causa mais de 1 mil multas na PB - Jornal Diário do Curimataú
Uso do celular no trânsito causa mais de 1 mil multas na PB

Uso do celular no trânsito causa mais de 1 mil multas na PB

COMPARTILHE

Isis vilarim -


O uso do celular ao volante é a terceira maior causa de mortes no trânsito no Brasil. Quem diz é a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet). O número de infrações decorrente dessa prática aumentou cinco vezes no primeiro semestre do ano. Na Paraíba, cerca de 1,4 mil motoristas levaram multa em 2017 por causa do celular, sendo 358 por infrações consideradas gravíssimas. Em 2018, até 31 de julho, 1.013 paraibanos foram notificados. Os dados são do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB).

O que pouca gente sabe é que durante o hábito, com ações concluídas em segundos, o cérebro entra em transe e tira total atenção, visualização e audição do que acontece no entorno, segundo o neurocirurgião Ronald Farias, presidente da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN).

Ao Portal Correio, o neurocirurgião de Campina Grande Marcos Wagner explicou por que o cérebro reage assim. “O cérebro é um órgão em contínua atividade como o coração. Mesmo dormindo ele está atuando. Sonhos são exemplos disso. Quando alteramos o ritmo normal de sua atividade como colocando a luz onde era para ter a escuridão, há inúmeras alterações no metabolismo. Isso leva a alteração no humor, inteligência e baixo desempenho no trabalho”.

O médico também alertou e orientou a população quanto ao uso do celular. “Quando digitamos uma letra, por dois segundos nos desligamos. Pode-se afirmar que seria mesma situação que dirigir sob ação de substâncias tóxicas, a exemplo do álcool. Muitos infelizmente não conseguem se controlar e sempre dão uma “espiadinha”. A orientação é deixar o celular longe enquanto dirige”.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.