Radialista Fabiano Gomes é preso pela Polícia Federal - Jornal Diário do Curimataú
Radialista Fabiano Gomes é preso pela Polícia Federal

Radialista Fabiano Gomes é preso pela Polícia Federal

COMPARTILHE
ParlamentoPB -

O radialista Fabiano Gomes foi preso no início da manhã desta quarta-feira (22) pela Polícia Federal por descumprimento de medida cautelar decretada contra ele na Operação Xeque-Mate, que apura corrupção na prefeitura de Cabedelo, com a compra de mandato do ex-prefeito Luceninha pelo afastado Leto Viana. O comunicador havia sido apontado como articulador de todo o processo que culminou na alternância de gestores com a orientação do empresário Roberto Santiago, do Manaíra e Mangabeira Shopping.
O mandado de prisão se deu por determinação do desembargador João Benedito. Uma das medidas impostas é de que o radialista compareça uma vez por mês diante da Justiça para assinar documentos, mas em agosto ele atrasou no comparecimento.
A audiência de custódia deve acontecer ainda hoje em João Pessoa.
Fabiano Gomes está entre as 26 pessoas denunciadas pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) na Operação Xeque-Mate. O comunicador também foi o alvo da segunda fase da operação deflagrada pela Polícia Federal e o Gaeco, do MPPB, no dia 19 de julho, por estar coagindo testemunhas, agindo em nome da organização ou para benefício próprio.
Segundo denúncia protocolada pelo Ministério Público, a proposta de compra do mandato do ex-prefeito de Cabedelo, Luceninha, foi idealizada pelo radialista Fabiano Gomes. “Fabiano Gomes também recebera sua parcela por ter participado e, até mesmo, idealizado a compra do mandato”, aponta a denúncia.
Segundo se apurou, “o empresário Roberto Santiago e o prefeito afastado Leto Viana aproveitaram-se de uma janela de oportunidade deixada por Luceninha, que, pressionado por diversos credores remanescentes da campanha eleitoral de 2012, cedeu às investidas feitas por um grupo de pessoas, sob a regência de Fabiano Gomes e com o apoio e a escora financeira de Roberto Santiago, e acabou por transformar seu mandato eletivo e, consequentemente, a cidade de Cabedelo em um verdadeiro balcão de negócios escusos e não republicanos”.
Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.