PM mata paraibano que ia participar de torneio de sinuca no - Jornal Diário do Curimataú
PM mata paraibano que ia participar de torneio de sinuca no

PM mata paraibano que ia participar de torneio de sinuca no

COMPARTILHE
Portal correio -

O paraibano José Messias Guedes Oliveira, de 35 anos, morreu após ser atingido por um tiro, na madrugada desta quarta-feira (1º), durante uma abordagem policial no município de Campos Sales, Cariri Cearense, a 485 quilômetros de Fortaleza. O tiro, disparado por policiais militares, pode ter sido efetuado por abuso de autoridade.

Jogador de sinuca, José Messias saiu de Patos, junto com três amigos, e se dirigia de carro até São Luís, no Maranhão, onde iria participar de um torneio de sinuca. Porém, a viagem foi interrompida pela fatalidade.

Ao Portal Correio, o delegado Bruno Fonseca, da Delegacia de Campos Sales, informou que os paraibanos seguiam viagem quando resolveram parar em um posto de gasolina para jantar e abastecer o veículo. Durante o abastecimento, um dos frentistas do posto desconfiou do grupo e acionou a Polícia Militar.

“Com base nos relatos dos policiais, o frentista desconfiou de algo no carro e disse que os paraibanos poderiam estar armados. Porém, quando a polícia chegou ao posto eles já haviam seguido viagem. Houve comunicação entre guarnições e a PM conseguiu localizar o veículo dos paraibanos. Os policiais relataram que o carro seguia em alta velocidade e que o motorista desobedeceu ordem de parada, além de furar um bloqueio policial na entrada de Campos Sales. Foi nesse momento que houve disparos de arma de fogo feitos pelos policiais”, afirmou o delegado.

Após os tiros, o veículo dos paraibanos teria seguido em alta velocidade e parado cerca de cem metros à frente. Ainda conforme o delegado, após o veículo parar, o motorista e um dos passageiros desceram afirmando não ser criminosos.

“Após dois dos passageiros descerem do carro é que os policiais os abordaram e viram que a situação não era a que eles suspeitaram. Com isso, foi notado que o José Messias, que estaria dormindo no banco de trás do carro, havia sido ferido e morto por um dos tiros. Outro passageiro do banco de trás também foi ferido, mas em um dos braços. Já ouvimos todos os envolvidos no caso, solicitamos perícia do veículo e abrimos o inquérito para investigar a situação e iremos apurar o possível abuso de autoridade por parte dos policiais”, disse o delegado.

O delegado Bruno Fonseca também informou que os policiais militares podem ter atirado contra o veículo dos paraibanos por suspeitarem que o carro poderia estar sendo usado por bandidos que efetuam ataque a agências bancárias.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.