Município de Conde promove Concurso para escolher projeto de revitalização do Centro - Jornal Diário do Curimataú
Município de Conde promove Concurso para escolher projeto de revitalização do Centro

Município de Conde promove Concurso para escolher projeto de revitalização do Centro

COMPARTILHE
Redação - 

O Concurso Nacional para escolha de um Projeto de Urbanismo e Arquitetura destinado à Requalificação da Área Central da cidade de Conde foi lançado na última quinta-feira (09). A intenção do concurso é que seja elaborada uma proposta de intervenção para uma área de aproximadamente 14.266 m² e desenvolvidos projetos de urbanismo, paisagismo, infraestrutura urbana, e dos equipamentos públicos e mobiliário urbano.

Os valores destinados à premiação do concurso serão de R$ 25 mil para o primeiro lugar, R$ 15 mil para o segundo e R$ 5 mil para o terceiro colocado. O valor bruto do contrato a ser firmado entre a Prefeitura de Conde e a pessoa jurídica indicada pelo responsável técnico do Projeto vencedor é de R$ 146.028,91.

As inscrições estarão abertas no período de 10 de agosto a 28 de setembro de 2018 e deverão ser realizadas por meio do site www.conde.pb.gov.br/concursos/urbanizacentro. O resultado final será divulgado no dia 22 de outubro.

A área definida como objeto do concurso é a região que concentra a maior quantidade de áreas livres e equipamentos públicos implantados dentro do perímetro urbano de Conde, como mercado, escolas, praças, igrejas, feira livre, serviços de transporte e repartições públicas. Dentre eles, as praças Pedro Alves e Antônio de Sousa Santos, juntamente com as ruas Domingos Maranhão e Nossa Senhora da Conceição, apresentam expressivos potenciais urbanísticos e abrigam relevantes eventos sociais da cidade.



De acordo com o Edital, o projeto vencedor do concurso deverá promover a integração da área com o entorno por meio da continuidade de caminhos para o fluxo de pessoas e veículos motorizados ou não, buscando aperfeiçoar o sistema de circulação estimulando a mobilidade ativa a partir do compartilhamentos de vias, criação de ciclovias e passeios públicos, de modo a oferecer conforto e segurança aos usuários.

O Secretário de Planejamento, Flávio Tavares, afirmou que por si só o significado simbólico das áreas centrais justificam a realização de um Concurso Público, por se tratar de um bem de interesse coletivo e pela pluralidade de soluções que podem ser apresentadas para uma mesmo ambiente, democratizando e qualificando o resultado final do espaço construído. Flávio também ressaltou que a Secretaria tem planejado esta reurbanização há muito tempo, e já tem a execução da obra programada para o próximo ano, com recursos próprios garantidos.

“A proposta que melhor represente a materialização das diretrizes apontadas pelo Edital, analisada do ponto de vista da viabilidade urbanística, técnica e econômica será escolhida por um júri que mescla a presença de técnicos locais, convidados externos e representação popular”, explicou o Coordenador do Concurso Fabiano Melo. O programa definido no Edital foi construído juntamente com a comunidade local em oficina participativa realizada na própria área do concurso, onde também foi eleito o representante popular do júri, Antônio Hermínio das Neves Filho (Toinho do Quiosque). Como membros técnicos do júri estão os(as) Arquitetos(as) e Urbanistas Gilson Paranhos (DF), Zeca Brandão (PE), Aida Pontes (PB) e Raissa Monteiro (PB).

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.