Justiça mantém pena a acusado de estupro qualificado - Jornal Diário do Curimataú
Justiça mantém pena a acusado de estupro qualificado

Justiça mantém pena a acusado de estupro qualificado

COMPARTILHE
Redação - 
A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve a condenação de 11 anos e oito meses de reclusão, em regime fechado, de um homem acusado de estupro qualificado contra uma jovem de 16 anos em outubro de 2015, na Paraíba. A decisão foi unânime e teve a relatoria do desembargador Arnóbio Alves Teodósio.

De acordo com a denúncia, no dia 21 de outubro de 2015, o acusado, mediante violência e grave ameaça, atraiu a vítima (sua ex-amante) para sua casa e, com ajuda de terceira pessoa não identificada, a dopou com medicamentos antidepressivos e, em seguida, com uso de violência física (asfixia), que a deixou quase desmaiada, a violentou sexualmente, de forma brutal.

O homem, inconformado com a sentença, disse que as provas eram insuficientes para justificar a condenação, mas o desembargador rejeitou a justificativa. Na ocasião, Arnóbio Alves Teodósio disse que a materialidade e autoria do delito de estupro qualificado estavam comprovadas, sendo impossível acolher o pleito de absolvição.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.