Jovem é assassinado quando conversava com amigos dentro de uma casa na Paraíba - Jornal Diário do Curimataú
Jovem é assassinado quando conversava com amigos dentro de uma casa na Paraíba

Jovem é assassinado quando conversava com amigos dentro de uma casa na Paraíba

COMPARTILHE
ClickPB -


Um jovem de 22 anos de idade foi assassinado a tiros dentro de uma casa no Bairro da Mangueira em Pedras de Fogo no Litoral Sul da Paraíba. O assassinato de Geovane Alves da silva foi registrado na noite da última sexta-feira (17).
Segundo informações, Geovane estava dentro de casa conversando com o proprietário da casa em que o crime aconteceu e sua esposa, além de uma jovem que estava com um bebê no colo. Enquanto conversavam, foram surpreendidos por quatro homens que chegaram em um veículo ainda não identificado.
Inicialmente os elementos bateram na porta, mas quando perceberam a presença de Geovane no interior da casa, arrombaram a porta e adentraram. Eles disseram ao casal de amigos que estavam dentro da residência, que ficassem tranquilos porque estavam só a procura de Geovane.
Em seguida três elementos foram até a cozinha, onde Geovane tentou se esconder. Um deles efetuou um disparo de arma de fogo semelhante a doze, e outro semelhante a um disparo de revólver calibre 38.
Inicialmente a vítima se encontrava na primeira sala, próximo a porta de saída onde foi surpreendida, quando percebeu o ataque Geovane correu ao quarto, e tentou se esconder atrás de um guarda roupa, foi o momento que começou os disparos, três armas foram usadas no crime, ele levou 9 perfurações de entrada, o tiro da arma calibre doze foi no rosto, onde o mesmo já estava no chão.
O crime foi executado na frente de uma jovem que estava com um bebê no colo, quando ela percebeu que a casa estava sendo invadida por bandidos, tentou se esconder por trás de um guarda roupa em um dos quartos, exatamente para onde a vítima também tentou fugir, ela e o esposo foram testemunhas do crime.
Segundo informações, os caso seria uma execução. Quando a vítima correu foi atingida nas costas, depois vários disparos pelo corpo, cabeça, tórax, braço e pernas.
A vítima veio a óbito no próprio local do crime. Os três acusados que estavam usando capuz voltaram para o veículo e fugiram imediatamente.
Foi feito um levantamento sobre Geovane, e consta que ele tem um mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Remígio por roubo qualificado e vários  assaltos. Geovane é natural de Barra de Santa Rosa, estava aqui na cidade de Pedras de Fogo há aproximadamente cinco meses.
Segundo relato de uma de suas primas, possivelmente ele estava aqui fugindo pelo crime de assalto cometido na cidade de Remígio.
Segundo informações da proprietária da casa, o esposo dela fugiu, após a prática do crime, porque contra ele também existe um  mandado de prisão expedido pela comarca de João Pessoa. Segundo relato da companheira desse fugitivo, ele já foi envolvido com drogas em João pessoa e possivelmente estava tentando se esconder da ação criminosa.
O Delegado Basílio Francisco, esteve no local do crime acompanhado o trabalho da perícia, o crime será investigado pelo núcleo de homicídio de Alhandra no Litoral Sul Paraibano.
O corpo de Geovane foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa. Ainda não se sabe as motivações do crime e até o momento nenhum suspeito foi preso.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.