Inscrições abertas para casamento comunitário em Picuí - Jornal Diário do Curimataú
Inscrições abertas para casamento comunitário em Picuí

Inscrições abertas para casamento comunitário em Picuí

COMPARTILHE
Ascom -

A Prefeitura Municipal de Picuí, através da Secretaria de Assistência Social, publicou nesta quinta, 16 de agosto, no Diário Oficial, edital para a realização do Casamento Comunitário 2018. A cerimônia já está marcada para o dia 20 de setembro, às 19 horas, no salão de eventos Polofest e será destinada para casais que já convivam em união estável.

Os casais interessados em oficializar a união no Casamento Comunitário devem se inscrever no período de 20 a 24 de agosto, na sede do CRAS, localizada na Rua Antônio Firmino de Macedo – Bairro Limeira, das 8:00  às 12 :00 e de 14:00 às 17:00 horas. 

Para se inscrever é preciso apresentar a seguinte documentação: 
- Cópia do comprovante de residência do último mês de referência; 
- Cópia de RG, CNH ou Carteira de Trabalho; 
- Fotografia ¾ de cada nubente; 
- Cópia do comprovante de renda familiar; 
- Certidão de nascimento dos nubentes, com data atualizada; 
- Cópia do CPF dos nubentes.   

- Se divorciado(a): cópia da certidão de casamento com averbação de divorcio, com data atualizada; 
- Se viúvo(a): cópia da certidão de casamento com anotação de óbito, com data atualizada;   

São requisitos para a validação da inscrição no Casamento Comunitário 2018: 
- Ser residente no município de Picuí no mínimo a três (03) anos; 
- Comprovação de rendimento familiar de até R$ 170,00 (cento e setenta reais) per capita, e estar cadastrado(a) no CAD ÚNICO; 
- Que ambos os nubentes não tenham sido beneficiados em outras edições de casamento comunitário; 
- Ter a idade mínima de 18 anos até a publicação do edital; 
- Comprovar a ausência de impedimento legal para casar, nos termos do art. 1.521 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002; 
- Ser beneficiário(a) do Programa Bolsa Família; 
- Apresentação de toda documentação descrita no edital. 

Serão selecionados 30 casais com menor renda per capita, cadastrados no CadÚnico e acompanhados pelo CRAS. O matrimônio comunitário é uma forma simples e desburocratizada de resgatar a cidadania das pessoas que não sabem que têm direito ao serviço gratuito. A iniciativa é direcionada a pessoas carentes, impossibilitadas de arcar com as despesas necessárias à legalização de uma união civil. 

Maiores informações, acessar o Edital publicado no Diário Oficial desta quinta, 16 de agosto, através do site:


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.