CARRO-FORTE: Polícia troca tiros com acusados de explosão e policial está ferido - Jornal Diário do Curimataú
CARRO-FORTE: Polícia troca tiros com acusados de explosão e policial está ferido

CARRO-FORTE: Polícia troca tiros com acusados de explosão e policial está ferido

COMPARTILHE

Yves Feitosa/Vinícius Henriques -



Imagem: carro-forte explodido / Walter Paparazzo/G1
Uma caminhonete foi localizada nesta segunda-feira (6) à tarde pela Polícia Militar. O veículo estaria com vários criminosos que teriam arrombado um carro-forte nas proximidades de Pedras de Fogo pela manhã. Houve confronto e tiroteio na abordagem policial, onde um dos militares saiu ferido. O fato ocorreu entre os distritos de Lerolândia e Bebelândia, na cidade de Santa Rita.
Com a aproximação das viaturas da PM, os acusados iniciaram uma troca de tiros e fugiram pelos canaviais. Uma casa na cidade de Lucena, que serviria de apoio para os suspeitos, está cercada pelas autoridades. De acordo com a PM, um grande efetivo policial está se deslocando ao local para auxiliar na ação pelas rodovias que dão acesso à cidade, assim como pela balsa que sai de Cabedelo.



O grupo criminoso ficou conhecido como “a gangue da .50” por causa de uma metralhadora de grosso calibre encontrada na cena do crime. Esta arma é usada para quebrar o motor de carros que fazem transporte de valores, obrigando as vítimas a pararem e se tornarem um alvo fácil.
O que a gangue não contava é que um novo equipamento instalado nos carros-fortes liberou uma tinta que manchou o montante de dinheiro. O que deixou rastros para a polícia encontrar os acusados.
Conforme a PM, o policial não identificado, que foi baleado durante a ação, estaria sendo levado para João Pessoa para ser atendido. O ferimento não seria grave, conforme os policias. De acordo com testemunhas, os criminosos estão portando fuzis AR-15, espingardas calibre 12, além da metralhadora de grosso calibre.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.