Sala de leitura destinada à Remição da Pena será inaugurada na Cadeia de Soledade - Jornal Diário do Curimataú
Sala de leitura destinada à Remição da Pena será inaugurada na Cadeia de Soledade

Sala de leitura destinada à Remição da Pena será inaugurada na Cadeia de Soledade

COMPARTILHE
Por Gabriela Parente -



Será inaugurada, nesta sexta-feira (13), na Cadeia Pública de Soledade, uma Sala de Remição de Pena, onde os presos que se encontram no local terão a chance de participar do projeto ‘Uma nova página’, que permitirá o abatimento da pena, em até 48 dias por ano, por meio da leitura e da alfabetização. 
A inauguração ocorrerá às 10h e contará com a presença do presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, entre outras autoridades.
A sala funcionará dentro da Cadeia, próximo à área de ‘banho de sol’. A realização do trabalho é uma parceria entre o Judiciário local, a Secretaria de Administração Penitenciária e a ONG IDE Projetos Sociais, que desenvolve atividades no Município. O projeto será acompanhado por professores, que estabelecerão as leituras e deverão avaliar as resenhas e resumos sobre as obras, conforme explicou a juíza Ivna Mozart Bezerra Soares Moura, titular do 3º Juizado Auxiliar Cível da 2ª Circunscrição.
A magistrada participará da inauguração, por ter contribuído com a construção do projeto enquanto respondia pela Comarca, cuja titularidade foi assumida, semana passada, pela juíza Francilene Lucena Melo Jordão, que também estará presente.

“Este projeto tem o objetivo de oferecer a possibilidade de crescimento para os presos, num espaço adequado, alcançando o objetivo da pena que é a reeducação e a ressocialização. É muito diferente de quando eles ficam apenas segregados. Aqueles que não sabem ler também terão a oportunidade de aprender e de conseguir este letramento. Fico muito feliz com a iniciativa”, disse a juíza Ivna.
A magistrada explicou que, embora a cadeia abrigue presos provisórios e a remição seja voltada para os que já estão cumprindo pena, alguns dos presos que ali se encontram já possuem pena a ser cumprida por outros crimes. Acrescentou, ainda, que os apenados que se recolhem nos finais de semana no local, pertencentes ao regime aberto e semiaberto, também serão alcançados pelo projeto.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.