Papa Francisco aceita a renúncia de cardeal acusado de abuso sexual - Jornal Diário do Curimataú
Papa Francisco aceita a renúncia de cardeal acusado de abuso sexual

Papa Francisco aceita a renúncia de cardeal acusado de abuso sexual

COMPARTILHE
CartaCapital -


papa Francisco aceitou neste sábado 28 a renúncia do cardeal norte-americano Theodore McCarrick, acusado de abuso sexual. Segundo um boletim do Vaticano, o pontífice recebeu na noite da sexta uma carta com o pedido de desligamento do colégio dos cardeais. McCarrik, ordenou Francisco, terá de ficar em casa indicada pela Igreja, para uma vida de orações e penitências, até o fim das investigações sobre as acusações.
O sacerdote, de 87 anos e atualmente aposentado, tornou-se bispo e arcebispo na arquidiocese de Nova York. Em 2001, foi transferido para Washington em 2001. As acusações vieram à tona em junho deste ano. O cardeal é acusado de abusar de meninos e adultos seminaristas. De acordo com um dos denunciantes, o relacionamento abusivo começou quando ele tinha 11 anos de idade e prosseguiu por uma década. 
Quando o escândalo, o Vaticano afastou provisoriamente McCarrick de qualquer atividade e sugeriu que ele não exercesse “mais publicamente o seu ministério". Embora aposentado, o norte-americano é influente tanto em sua diocese quanto no resto do mundo e costumava viajar com frequência para dar palestras e conselhos,
O cardeal afirmou não “ter memória alguma de abuso”, mas acatou a decisão de se afastar. “Mesmo não tendo antecedentes de abusos, e crendo na minha inocência, estou desolado pelo sofrimento duradouro de quem fez as acusações e pelo escândalo que causaram”.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713