‘Foi assustador’, diz morador após chacina com sete mortes - Jornal Diário do Curimataú
‘Foi assustador’, diz morador após chacina com sete mortes

‘Foi assustador’, diz morador após chacina com sete mortes

COMPARTILHE
G1 -

A Polícia Civil investiga a motivação de uma chacina que deixou sete mortos no bairro Passo das Pedras, na Zona Norte de Porto Alegre, na noite de quinta-feira (19). As mortes aconteceram por volta das 20h, dentro de uma casa que seria frequentada por usuários de drogas. A região é movimentada, fica próxima da Avenida Baltazar de Oliveira Garcia, e a menos de 500 metros de um Batalhão da Brigada Militar.

Sem se identificar, um morador relata medo da violência.

"Uns trinta tiros, eu acho. Ficou uns 10, 15 minutos, eu acho, com barulho de tiro. Depois o barulho da polícia, barulho de ambulância. Foi assustador", conta.

O número de mortes é o mesmo de outra chacina ocorrida no dia 16 de junho em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, quando sete pessoas foram mortas, e um oitavo corpo foi localizado na região durante a tarde. De acordo com a Divisão de Planejamento e Coordenação da Polícia Civil, essas foram as maiores ocorrências desde abril de 2015. Naquele ano, em Cidreira, no Litoral Norte, seis pessoas foram executadas.

O crime

De acordo com a polícia, criminosos desceram de um veículo, entraram no imóvel e abriram fogo contra as vítimas. Quatro homens e as duas mulheres que estavam grávidas morreram no local. Médicos do Samu foram acionados para tentar salvar os bebês, mas as equipes não tiveram sucesso.

A sétima vítima morreu no hospital durante atendimento, e um oitavo baleado foi internado em estado grave.

A motivação e a autoria do crime ainda são investigadas pela Polícia Civil, mas não se descarta a relação com o tráfico de drogas.

"As informações iniciais dão conta de que esse local seria frequentado por pessoas consumidoras de drogas, havia um entra e sai com frequência de indivíduos consumidores", afirma o delegado Paulo Rogério Grilo.

De acordo com a polícia, a Zona Norte de Porto Alegre é uma das regiões conflagradas pela violência. "A Zona Norte em geral da capital é a zona que concentra o maior número de homicídios [...] O que destoa mesmo nesse caso é o número de vítimas em uma ocasião só serem abatidas dessa forma. Não é habitual", detalha.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.