Operação Xeque Mate: TCE autoriza Câmara de Cabedelo cortar salário de vereadores afastados - Jornal Diário do Curimataú
Operação Xeque Mate: TCE autoriza Câmara de Cabedelo cortar salário de vereadores afastados

Operação Xeque Mate: TCE autoriza Câmara de Cabedelo cortar salário de vereadores afastados

COMPARTILHE
G1 -

Após denúncia do portal ClickPB de que a Câmara Municipal de Cabedelo estava pagando salários a vereadores afastados na Operação Xeque Mate, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) autorizou o corte dos salários dos envolvidos.

O Tribunal entendeu pela ilegalidade e consequente suspensão de pagamentos e de remuneração a agentes políticos e servidores públicos afastados do serviço por decisão judicial. A decisão ocorreu em harmonia com o parecer do Ministério Público de Contas.

O processo foi relatado pelo conselheiro substituto Antonio Cláudio Silva Santos. De acordo com a decisão, fica determinada a suspensão do pagamento das remunerações dos políticos e servidores públicos afastados em Cabedelo por decisão judicial, “salvo decisão de mesma esfera em sentido contrário”.

A presidente da Câmara de Cabedelo, Geusa Ribeiro, afirmou que os salários podem ser cortados ainda este mês e que a suspensão desse pagamento pode gerar uma economia de cerca de R$ 100 mil por mês aos cofres da Casa.

Ainda não há decisão sobre o corte dos salários do prefeito e do vice-prefeito, que também foram afastados durante a Operação Xeque-Mate.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.