Empresa fabrica e doa gratuitamente escovas de dente de bambu - Jornal Diário do Curimataú
Empresa fabrica e doa gratuitamente escovas de dente de bambu

Empresa fabrica e doa gratuitamente escovas de dente de bambu

COMPARTILHE

Hypeness -

Se você seguir as recomendações dos dentistas e dos fabricantes, trocará de escovas de dentes a cada três meses. Isso significa quatro escovas por ano. 
Agora pense que 99% das mais de sete bilhões de pessoas do mundo usa escovas de dentes feitas de plástico. Ao encontrar um monte delas no mar da Califórnia um norte-americano decidiu criar a Giving Brush, que vende alternativas sustentáveis ao plástico.
Já é mais que sabido que o plástico demora muito para se decompor, que boa parte dele não é reciclado e acaba em lixões ou nos oceanos. Para combater o consumo e principalmente o descarte desse plástico todo que pensaram nas escovas de bambu. A empresa entrega escovas de dentes e canudos feitos de bambu. E está com estratégia diferente para divulgar a alternativa: está enviando os itens de graça, cobrando só o frete.
Cada pedido pode incluir até 20 unidades gratuitas e acompanhar outros produtos da Giving Brush (cujo nome significa literalmente “Dando Escovas”). O custo do envio para o Brasil é de cerca de 6 dólares, ou algo próximo de 25 reais, na cotação atual.
A utilização do bambu é pela rapidez com que ele se desenvolve (podendo crescer mais de um metro por dia sob condições ideais), por dispensar o uso de pesticidas e por ser um material antimicrobiano, o que evita a proliferação de fungos e bactérias durante o período de uso.
A empresa ressalta também que o bambu, da variedade mossô, não é da que os pandas costumam se alimentar. Como o bambu é biodegradável, basta separar as cerdas, feitas de nylon reciclável, e enterrar o que sobrar que em cerca de dois meses a escova terá se decomposto.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.