Confira os melhores e piores jogadores da última rodada da Copa antes do mata-mata - Jornal Diário do Curimataú
Confira os melhores e piores jogadores da última rodada da Copa antes do mata-mata

Confira os melhores e piores jogadores da última rodada da Copa antes do mata-mata

COMPARTILHE
Globoesporte -
A fase de classificação da Copa do Mundo já terminou e agora vai começar o mata-mata. E na hora da decisão, muita gente correspondeu, mas teve equipe desafinando. 

Em função disso, uma seleção com os melhores e piores da Copa foi feito para que possamos analisar o desempenho de alguns jogadores.

Confira abaixo.

SELEGALÁTICA - RODADA 3 

GOLEIRO: JO HYEON-WOO (Coreia do Sul)

Vai ficar marcado como o goleiro que impediu gol alemão em cabeçada de Goretzka e não foi vazado na partida que culminou na eliminação da atual campeã mundial. Atuação segura.


ZAGUEIRO: (C) THIAGO SILVA (Brasil)

Impecável diante da Sérvia. Ganhou todas atrás e ainda foi coroado com um gol de cabeça que definiu o 2 a 0 da Seleção.


ZAGUEIRO: GRANQVIST (Suécia)

Mais um gol na Copa - de pênalti -, desempenho acima da média contra os mexicanos e liderança de uma Suécia surpreendente nas oitavas.


ZAGUEIRO: MINA (Colômbia)

Continuou dançando na cara de Pékerman - que começou a Copa com o ex-jogador do Palmeiras na reserva. Gol decisivo e partida monstruosa na parte defensiva contra Senegal.


VOLANTE: WILLIAN CARVALHO (Portugal)

Se Portugal segurou as pontas contra o Irã - mesmo com dose de sorte -, agradeça a Willian Carvalho. O volante teve atuação destacada no time de Cristiano Ronaldo e se salvou ao lado de Quaresma.


MEIA: QUARESMA (Portugal)

Mais um português. "Mas num empate contra o Irã?". Sim! Um golaço, diferenciado, e ritmo numa equipe preguiçosa. Ganhou a vaga por uma falta de concorrência forte na posição.


MEIA: PHILIPPE COUTINHO (Brasil)

Regularidade e técnica. Novamente destaque da Seleção, dessa vez não com um gol, mas assistência sensacional para Paulinho abrir o caminho da vitória.


MEIA: CARRILLO (Peru)

Motor da equipe de Gareca. Fez o dele contra a Austrália e infernizou a vida dos marcadores.


ATACANTE: SON (Coreia do Sul)

Uma ilha técnica no taticamente arrumado time coreano. Marcou o nome na história com o gol do 2 a 0 diante do alemães.


ATACANTE: PAOLO GUERRERO (Peru)

Deixou a Copa do Mundo com atuação de gala: gol e assistência da referência peruana no ataque.


ATACANTE: SUÁREZ (Uruguai)

Aos poucos entra forte na Copa. Bonito gol de falta, entrega habitual e intensidade elevado contra os donos da casa.


TÉCNICO: JANNE ANDERSSON (Suécia)

Nem mesmo Ibrahimovic imaginava uma Suécia tão corajosa diante do México de Osorio. Méritos aos jogadores e Janne Andersson, que jogou o time para cima dos mexicanos.


SELEBABA - RODADA 3 

GOLEIRO: MANUEL NEUER (Alemanha)

O retrato do desespero: quase um frango no 1º tempo e subida descordenada ao ataque na tentativa do abafa final, resultando no segundo gol coreano.


LATERAL-DIREITO: EDSON ÁLVAREZ (México)

Um gol contra antológico. Não precisa falar muita coisa.


ZAGUEIRO: SÜLE (Alemanha)

Missão de substituir Boateng num jogo decisivo. Resultado: nervosismo e atuação bem abaixo do esperado. SeleBaba nele!


ZAGUEIRO: (C) SERGIO RAMOS (Espanha)

Talvez um dos piores jogos de Sergio Ramos nos últimos tempos. Falha no primeiro gol do Marrocos. No segundo, viu o atacante subir mais. Braçadeira e tudo que tem direito.


LATERAL-ESQUERDO: GALLARDO (México)

Errou tudo e ainda entrou para a história: o cartão amarelo mais rápido dos Mundiais, com apenas 13s, após chegada em Toivonen.


VOLANTE: JAVIER MASCHERANO (Argentina)

"Jogo até com o rosto sangrando"... Muita raça, mas pouquíssimo futebol diante da Nigéria. Cometeu pênalti (duvidoso) e errou passes seguidos em tentativas de saída de bola.


MEIA: ÖZIL (Alemanha)

Uma das apresentações mais preguiçosas de um jogador na Copa do Mundo da Rússia. Apático, lento e inofensivo.


MEIA: CHERYSHEV (Rússia)

Jogou pouco - só 37 minutos - sacrificado após expulsão de um companheiro. Mas não apareceu em campo - apenas em um chute -, pouco deu opção e ainda terminou, numa completa infelicidade, com um gol contra no currículo após finalização de Laxalt.


ATACANTE: ANDRÉ SILVA (Portugal)

Titular contra o Irã, passou despercebido em campo. Cristiano Ronaldo até agora procura o atacante para jogar.


ATACANTE: GIROUD (França)

Tentou pouco. E tudo que tentou, errou. Jogo muito abaixo da média do francês.


ATACANTE: TAREMI (Irã)

Seria Timo Werner, da Alemanha. Mas Taremi desperdiçou chance clara contra Portugal no fim do jogo. Era a bola da classificação dos iranianos para as oitavas. Merece a vaga!


TÉCNICO: JOACHIM LÖW (Alemanha)

Nada a declarar. A campanha - e o resultado contra a Coreia - falam por si só.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.