Arqueólogos acham restos mortais de 50 crianças - Jornal Diário do Curimataú
Arqueólogos acham restos mortais de 50 crianças

Arqueólogos acham restos mortais de 50 crianças

COMPARTILHE
Notícias ao Minuto -


Restos mortais de mais de 50 crianças foram encontrados por um grupo de arqueólogos no setor Pampa La Cruz, em Huanchaco, no município costeiro de Trujillo, no Peru. As vítimas teriam sido oferecidas em ritual da cultura pré-colombiana chimu, na costa norte do país. “Até o momento encontramos os restos mortais de 56 crianças que foram sacrificadas pela cultura chimu”, declarou à AFP o arqueólogo Gabriel Prieto.
Ainda de acordo com Prieto, agora, confirma-se que é o maior sacrifício de crianças do mundo. “Tranquilamente, neste novo espaço, podemos dobrar o número de restos mortais que encontramos em Huanchaquito”, disse, acrescentando que as crianças, entre 6 e 14 anos, foram encontradas no início de maio.
“O interessante do tema é que foram sacrificados com um corte no esterno e mostram as costelas abertas assim como em Huanchaquito”, comentou o arqueólogo da Universidade Nacional de Trujillo. “Reforça-se que Huanchaco foi um local onde foram feitos sacrifícios maciços de crianças durante a cultura chimu”, acrescentou.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.