Maio Amarelo: Mais consciência, menos mortes no trânsito - Jornal Diário do Curimataú
Maio Amarelo: Mais consciência, menos mortes no trânsito

Maio Amarelo: Mais consciência, menos mortes no trânsito

COMPARTILHE
PolemicaPB -


O “Maio Amarelo” é um movimento internacional de conscientização para a redução dos acidentes de trânsito, que chama a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

A ideia é mobilizar os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir sobre o assunto.

Com o tema “Nós somos o trânsito”, a 5ª edição da campanha de 2018 do “Maio Amarelo” busca estimular em toda sociedade a adoção de medidas no sentido de aumentar a segurança viária propõe incentivar condutores, pedestres e passageiros a refletir acerca de uma nova forma de encarar a mobilidade, com ações voltadas para a redução do número de mortes e feridos graves no trânsito.
Dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) mostram que em 2015, 1.020 pessoas foram vítimas de acidente de trânsito na Paraíba, contra 958 óbitos registrados no ano anterior, um aumento de 6,4%. Os números de 2017 do estado vão na contramão dos resultados da maioria dos estados do país, que apresentaram uma redução de mais de 11% nas ocorrências.
Conforme a pesquisa, a Paraíba já vinha mostrando um aumento crescente na quantidade de mortes desde 2010. No levantamento feito no ano passado, foram 845 mortes registradas. Já em 2011, os dados apontaram 799 óbitos, enquanto que em 2012 foram 969 e em 2013, 1.008. Apenas em 2014 que houve diminuição.
De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária, cerca de 90% dos acidentes de trânsito são provocados por falha humana, frutos de escolhas inadequadas e arriscadas, como imperícia, imprudência e desatenção.
Segundo os organizadores, o Movimento Maio Amarelo surge como uma ação coordenada entre poder público e sociedade civil para juntos, efetivamente discutir a segurança viária. Em 2017, o movimento foi discutido em 27 países.

Principais causas de acidentes de trânsito na Paraíba
Dirigir e falar ao celular está entre as dez infrações de trânsito mais cometidas entre os motoristas, segundo dados de um levantamento realizado pela Secretaria de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob). Só no mês de julho do ano de 2017, o estudo registrou mais de 300 flagras de condutores utilizando celular, em média são mais de 10 registros por dia. Dirigir e ter o celular em mãos é considerada infração gravíssima segundo o Código de Trânsito Brasileiro.
A pressa e o despreparo dos condutores também são outra causa apontada como uma das principais motivações que ocasionam acidentes de trânsito na Paraíbas, é o desrespeito à distância mínima entre os veículos. Os condutores estão trafegando com distâncias cada vez menores, e quando ocorre alguma colisão a frente, acabam envolvendo um número cada vez maiores veículos.
A melhor forma de conscientizar os motoristas dos riscos no trânsito é a educação preventiva. A INBEP oferece curso online de direção defensiva que aborda as melhores práticas para dirigir com segurança. Clique aqui e conheça o curso.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.