Frotas de ônibus são reduzidas na Paraíba por falta de combustível - Jornal Diário do Curimataú
Frotas de ônibus são reduzidas na Paraíba por falta de combustível

Frotas de ônibus são reduzidas na Paraíba por falta de combustível

COMPARTILHE
PB Agora -


A falta de combustível na Paraíba já afeta o transporte público e consequentemente a população.  As frotas de ônibus de João Pessoa e Campina Grande que tem permissão para operar o sistema, já anunciaram que vão ser reduzidas a partir desta quarta-feira (23). A redução é um reflexo da paralisação dos caminhoneiros, que acontece desde segunda-feira (21). Os caminhões que abastecem os postos de combustíveis estão parados no Porto de Cabedelo, em protesto, e não há previsão para voltar as atividades.
Em João Pessoa, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivos Urbanos (Sintur-JP) informou que a partir das 12h desta quarta-feira, a frota que opera na capital vai sofrer uma redução de até 25%, circulando com o equivalente ao número de ônibus que atende aos passageiros nos sábados.
Em Campina Grande, a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), a redução de 38% da frota também começa no início da tarde desta quarta-feira, por causa do desabastecimento de óleo diesel.
O presidente STTP Félix Neto, explicou que as empresas já comunicaram ao órgão a dificuldade em cumprir com a tabela de horários.
Segundo ele, a empresa Nacional vai rodar com a frota  de sábado, já a empresa Transnacional irá tirar um veículo de circulação das linhas menores, e dois das linhas maiores. Os ônibus da ‘Cabral’ tem combustível até sexta-feira (25).
Reduziram as frotas em Campina Grande, as empresas “Transnacional”, “Nacional”, “Cabral” e “Cruzeiro”.
A Viação Rio Tinto, também suspendeu o serviço até que a paralização se normalize. Por meio de nota, a empresa declarou que a medida é necessária para manter a segurança e evitar transtornos aos passageiros.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.