Enquete: 73% acha desnecessária ação do Exército com caminhoneiros - Jornal Diário do Curimataú
Enquete: 73% acha desnecessária ação do Exército com caminhoneiros

Enquete: 73% acha desnecessária ação do Exército com caminhoneiros

COMPARTILHE
Portal correio -

O Exército precisou intervir para conter a greve dos caminhoneiros em todo o Brasil. E para 682 pessoas, essa ação não foi necessária. É o que apontou uma enquete realizada pelo Portal Correio que perguntou se as pessoas achavam se precisava desta presença. O montante representou 73% dos 928 votos totais.

Já para 246 pessoas, ou 27% do total, a ação do Exército para conter a greve, que terminou nessa quarta-feira (30), na Paraíba, foi necessária.

Após 10 dias de manifestações e bloqueios de estradas, chegou ao fim, nessa quarta-feira (30), a greve dos caminhoneiros na Paraíba. O presidente do Sindicato dos Condutores e Empregados em Empresas de Transporte de Combustíveis Produtos Perigosos e Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindconpetro-PB), Emerson Galdino, confirmou o término do movimento no estado. A informação é da repórter da TV Correio, Jaceline Marques.

Com o fim do movimento, os serviços voltam à normalidade na Paraíba. Nessa quarta-feira, a Operação Caminhos Livres, garantiu o desbloqueio de estradas em todo o país. Na Paraíba, em apenas duas horas e meia de atividades, aproximadamente 850 caminhões voltaram a circular normalmente pelas rodovias.

A situação nos postos de combustíveis já está normalizada desde essa terça-feira (29). O abastecimento de gás de cozinha, no entanto, voltou a acontecer nessa quarta-feira (30), após um acordo para a liberação do Porto de Suape, em Pernambuco.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo WhatsApp (83) 9 8820-0713.