quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Após 20 anos de grupo, aliado do prefeito de Barra de Santa Rosa anuncia rompimento

 Paraíba Debate -

O professor de filosofia e estudante de Arquitetura, Raniery Oliveira, anunciou rompimento com o seu grupo político. Tradicional aliado do prefeito de Barra de Santa Rosa, Neto Nepomuceno  (DEM), no Curimataú, Raniery anunciou o seu desligamento do grupo político ao qual fez parte durante 12 anos. O anúncio foi feito pelo próprio educador em um longo texto no seu facebook.
Conhecido pelas denúncias realizadas durante os governos do ex-prefeitos Evaldo Gomes e Fabian Dutra, Raniery diz não se sentir mais “parte da família”, como ele classifica o grupo político liderado pelo atual gestor. “Hoje, já não me sinto parte dessa família, os elos foram cortados, os vínculos se encerraram, a família deixou de ser família. Em minha humilde concepção, o patriarca se perdeu no modo de fazer política, ficamos órfãos”, disse no seu texto.
Conhecido por seu envolvimento nas duas últimas campanhas eleitorais do atual grupo político do município, Raniery fez uma histórico de toda a sua luta em defender a bandeira do atual mandatário, e não escondeu a sua decepção com o que tem visto na gestão.”Com um discurso religioso e de honestidade, vejo o poder público ser governado com práticas de desrespeito e muita, mais muita INGRATIDÃO”, completa.
Ele diz que agora faz parte do grupo de oposição na cidade, e que pretende se dedicar ao exercício do magistério, lecionando no vizinho município de Sôssego, aonde é professor efetivo concursado. “A partir de agora, continuarei cuidando da minha vida. Pra os amigos que não sabem, sou FORMADO EM FILOSOFIA pela Universidade Estadual da Paraíba, e estou prestes a concluir o CURSO DE ARQUITETURA. Sou concursado como professor no Município de Sossego. Então, tenho muito a fazer”, relatou.

Leia abaixo na íntegra:

RASGUEI A BANDEIRA VESTI A CAMISA PELO AVERSO
Foram quase 25 anos de história, nasci meus “dentes” na política. Vivo; respiro; chego a ser a “política em pessoa”. Há quem me chame de “louco”. Um “louco” por política. Faço jus à máxima do filosofo Sócrates: “O homem é um ser político”, assim eu sou.
Amigos e amigas de minha amada Barra de Santa Rosa chegou a hora de encerrar um longo e enraizado ciclo. Chegou o grande dia, de dizer a todos vocês que definitivamente estou me desligando do grupo político que sempre fiz parte. Este que para eu e para minha família era não somente um grupo político, mas uma família, digo isso, por que sempre fiz parte dessa família, a família do 25.

Hoje, já não me sinto parte dessa família, os elos foram cortados, os vínculos se encerraram, a família deixou de ser família. Em minha humilde concepção, o patriarca se perdeu no modo de fazer política, ficamos órfãos.
Mais ainda assim, construímos uma história muito bonita. Digo que em mim não passa sombras de arrependimento, pois foi por meio dessa história que construí a minha.

Foram muitas lutas, lágrimas, brigas, dores, derrotas e vitórias, uma história construída passo a passo, e eu sempre querendo fazer parte de cada passo. Alguns maiores do que as pernas, mas nunca deixei o caminho.
Há quem diga que é na derrota que a gente cresce. Hoje tenho certeza disso. Durante 12 anos de consecutivas derrotas políticas, foi o período em que mais cresceu aquela “minha família”. Ho! Deus se não fossem essas derrotas como estaríamos nós?
Durante esse período, como militante, tantas vezes mal interpretado pelo próprio grupo, lutei arduamente para fazer pessoas acreditarem nas “Novas Ideias” para levantar uma bandeira que aos poucos se desbota e perde a cor… Em se tratando de protestar o “errado” em redes sociais e nas esquinas e praças, fui por muito tempo a única e exclusiva oposição política deste município, defendendo com “unhas e dentes” o nosso ”GRUPO”, a nossa “FAMÍLIA”. Eu pensava ser o “herói”. Pessoas me elogiavam pela coragem que tinha, e isso era o meu combustível para defender a nossa bandeira.

Não sabia eu, que isso me custaria muito “caro”. Não queria grandes cargos, nem dinheiro, nem poder. Desejava que “tudo” o que se falava de mal dos líderes daquela “nossa família”, fosse desconstruído naquela história que começou há exatamente 1(um) ano atrás.
“Tome na titela”, como diz um amigo meu. Provei o gosto amargo da decepção. Era tudo verdade o que diziam. Com um discurso religioso e de honestidade, vejo o poder público ser governado com práticas de desrespeito e muita, mais muita INGRATIDÃO. Não falam porque sentem vergonha, mais tem muito “bicudo”, ou pra melhor dizer, muito “ex-bicudo”, com vergonha de quem coloquemos no poder.
Passado o tempo, me ponho na obrigação pessoal de romper com essa história, pois os valores e princípios, já não são mais os mesmos.
Agradeço a Deus, a força, a garra e o sonho de sempre querer seguir em frente. Consciente do dever cumprido e de NENHUM FAVOR DEVER sigo para mais uma nova história.

Arrisquei minha vida com ameaças, dei minha cara a tapa, fiz o que pude na luta que elevou o PODER QUE BARRA DE SANTA ROSA TEM HOJE. Sempre fui um bom guerreiro, fui o melhor “BABÃO” que um político pode ter. O mais astuto “BOBO” da corte que um “Rei” pode desejar. Mendiguei reconhecimento, sofri de ingratidão, a pior de todas as dores… nada disso me envergonha e me faz arrependido.

E… Deixo aqui claro, não estou “tomando as dores de ninguém”. Se assim o fosse, desde julho de 2017 já teria “chutado o balde”. E todos sabem do que estou falando. Naquele julho, o inimaginável aconteceu, mas mesmo assim, continuei firme, acreditando.
A decepção que ora descrevo, é MINHA E TÃO SOMENTE MINHA. Como já disse, durante esse tempo construí a minha história, e sei o quão importante foi passar por tudo isso.
Por fim, quero deixar a todos os meus inimigos políticos, o meu pedido de DESCULPAS. Desculpa por ter feito vocês me odiarem por causa de política. Sei que a caminhada ainda é árdua, pois, na política é assim: “os amigos de hoje serão os inimigos de amanhã” e vice-versa.
Aos meus amigos, fica o desejo de sempre ajudá-los quando precisarem, pois não me cansarei de ser degrau na vida de vocês. Podem contar comigo sempre que precisarem, é muito bom ajudá-los, por que eu amo vocês.
A partir de agora, continuarei cuidando da minha vida. Pra os amigos que não sabem, sou FORMADO EM FILOSOFIA pela Universidade Estadual da Paraíba, e estou prestes a concluir o CURSO DE ARQUITETURA. Sou concursado como professor no Município de Sossego. Então, tenho muito a fazer.

Entretanto, na política, farei o que de melhor sei fazer, OPOSIÇÃO. Foi o que a minha “ex – família” me ensinou. Serei OPOSIÇÃO com coerência e responsabilidade sem agredir e desrespeitar o nosso povo, afinal eu sou de Barra de Santa Rosa, amo a minha terra e luto por ela.
A todos os cidadãos barrenses um fraterno abraço do amigo de sempre Rani de Teresinha.

Feliz Ano Novo! Um 2018 de saúde e muita paz.



Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.


COMPARTILHE