Prefeitura de Picuí cria aterro controlado onde era lixão - Jornal Diário do Curimataú
Prefeitura de Picuí cria aterro controlado onde era lixão

Prefeitura de Picuí cria aterro controlado onde era lixão

COMPARTILHE
Ascom -

A Prefeitura de Picuí, através da secretaria de infraestrutura, criou o primeiro aterro controlado da região do Seridó e Curimataú Paraibano, com objetivo de melhor organizar os resíduos sólidos da população do município.
O local foi organizado para que todo resíduo da população seja aterrado de forma controlada, fazendo com que o impacto no meio ambiente seja reduzido. “Essas ações serviram para organizar o lixão da cidade, dessa forma nós não deixamos com que os resíduos sólidos se espalhem no meio ambiente ao aterrar todo o conteúdo depositado diariamente”, disse o Secretário de Infraestrutura, Alexandre Dantas.
Além do beneficiamento sanitário do local do aterro, que fica nas imediações do distrito de Santa Luzia, foi realizado a limpeza de outros locais como ao redor do cemitério e no terreno ao lado da capela de Santa Luzia, todo o trecho da estrada entre a sede do município e o distrito também foram beneficiados com a remoção de detritos. Essa ação faz parte de uma série de projetos voltados para a coleta de resíduos sólidos e descarte adequado.
É importante lembrar que além de ações como está, o município de Picuí é pioneiro no Brasil em reaproveitamento de resíduos verde, um trabalho realizado pelo Centro de Processamento de Solos, utiliza como matéria prima o coco e podas de árvores, que são triturados, distribuídos em leras e, após 90 dias voltam para o meio ambiente como adubo de alta qualidade.
O programa tem parceria entre o Núcleo de Estudos em Agroecologia (NEA) e a prefeitura municipal de Picuí. Recentemente foram distribuídas 2 toneladas de matéria orgânica para agricultores. Esse composto servirá para recuperação de áreas degradadas e no auxílio para fertilização do solo. Antes, todo esse material iria para o lixão da cidade, essa iniciativa já diminuiu em até 30% a quantidade de resíduos sólidos no local.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.