quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Homem é morto a tiros em estação ferroviária em Santa Rita; veja vídeo do momento

G1 -

m preso do regime semiaberto foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (14) na estação ferroviária de Santa Rita, cidade da Grande João Pessoa. Uma câmera de segurança da estação flagrou o momento em que um homem chega por trás da vítima e atirar várias vezes. Foram registrados dois homicídios em Santa Rita em menos de 12h. Além do presidiário, um pintor foi morto a tiros em Tibiri na noite de quarta (13).

De acordo com a Polícia Militar, o presidiário Josideivid de Sousa Cunha, de 34 anos, havia saído da cadeia pública de Santa Rita e estava conversando com duas pessoas na estação ferroviária. O atirador se aproximou e atirou contra a vítima pelas costas. Foram vários tiros e pelo menos três atingiram o presidiário. Uma mulher que estava na estação no momento do tiroteio também ficou ferida.

O suspeito é visto nas imagens da câmera de segurança correndo após os disparos dentro da estação. O presidiário não resistiu e morreu no local. A mulher baleada acidentalmente no tiroteio foi socorrida e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O estado de saúde da mulher não foi informado.
O segundo homicídio registrado em Santa Rita em menos de 12 horas ocorreu em Tibiri II. Por volta das 19h (horário local), um homem que trabalhava como pintor e eletricista de 20 anos foi morto a tiros. De acordo com a Polícia Civil, o homem havia sofrido uma tentativa de homicídio recentemente.
Nos dois casos, a Polícia Militar foi acionada e realizou buscas, mas até as 8h (horário local) desta quinta-feira (14), nenhum dos suspeitos de envolvimento com os homicídios tinham sido localizados. Os corpos foram encaminhados para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), em João Pessoa.



 


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.




COMPARTILHE