Greve em cidade da Paraíba mostra que a situação se tornou grave - Jornal Diário do Curimataú
Greve em  cidade da Paraíba mostra que a situação se tornou grave

Greve em cidade da Paraíba mostra que a situação se tornou grave

COMPARTILHE
Paraíba Debate –

Não param de chegar as denúncias da situação caótica que vem vivendo o município de Pocinhos, desde o início do segundo mandato do prefeito Claúdio Chaves da Costa(PTB), que parece não conseguir dar um rumo aos problemas do município. Vencedor que foi nas urnas em 2016, por uma diferença de 73 votos, sob inúmeras denúncias de compra de votos na justiça, o descontrole e o silêncio dos auxiliares do prefeito se torna mais preocupante que as inúmeras pessoas que trabalham na prefeitura e estão sem receber os salários.

Na manhã desta segunda-feira(11), o SINTAB realizou uma manifestação em frente ao prédio da Prefeitura Municipal de Pocinhos, exigindo que o prefeito pague os salários referentes ao mês de Novembro dos efetivos. Contratados estão há mais de um mês, de modo que alguns moradores já disseram que esta categoria se encontra com até três meses de atrasos.

No carro de som a música “Pague meu dinheiro”, do cantor e compositor Nando Cordel, deu a tônica dos protestos que aconteceram em frente a prefeitura. Na semana passada a diretora do Colégio Padre Galvão, Vera Chaves, que inclusive é irmã do prefeito, havia anunciado que os recursos financeiros já chegaram e até hoje o pagamento sairia.

Não teve acordo: o pagamento não saiu, já se passou o quinto dia útil do mês e os servidores estão de braços cruzados e sem trabalhar. O pedido das lideranças que estão a frente do movimento, é de que os servidores só voltem aos seus postos de trabalho quando a situação for regularizada, e todos estejam com os salários rigorosamente pagos.

Até o presente momento a Prefeitura não se manifestou sobre a situação, e o portal Paraíba Debate deixa o espaço aberto para que sejam feitos os devidos esclarecimentos.



Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.