domingo, 10 de dezembro de 2017

Com previsões de mais chuvas e transposição, efeitos da seca devem ser amenizados na Paraíba em 2018

Blog do Gordinho -

Se tudo ocorrer dentro do planejado, o ano de 2018 pode trazer um alívio em relação à seca na Paraíba. Com previsões de mais chuvas e os esperados efeitos da transposição do Rio São Francisco, a Agência Executiva de  Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) acredita que o sertanejo vai poder viver num ambiente mais favorável.
Só este ano, foram 196 municípios, dos 227, que tiveram decretada situação de emergência – que é um estágio anterior ao de calamidade – por causa da seca no Nordeste Setentrional que dura sete anos. “Temos esperança de que, no próximo ano, a gente tenha um inverno regular”, ressaltou o presidente da Aesa, João Fernandes. Ele informou que previsões isoladas de alguns meteorologistas indicam que o ano será melhor o que deve ajudar a amenizar os efeitos. “Mas não vai resolver porque precisamos recarregar os mananciais e adotar uma gestão mais eficiente”, salientou.
O presidente da Aesa comentou ainda sobre a conclusão das obras da transposição na Paraíba e alertou que, por enquanto, o projeto trás apenas segurança hídrica urbana.  “As pessoas têm que entender isso. Sobrando água pode-se colocar a serviço da produção. Até março do ano que vem a distribuição será feia gratuitamente. A gente tem que ter consciência de que essa água passa a ser paga e ter um custo”, acrescentou.
Ele ainda condiciou destinação das águas ao fato de chover “razoavelmente bem” em 2018.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE