quarta-feira, 15 de novembro de 2017

No Rio Grande do Norte, Pesquisador quer simular ambiente do Planeta Marte no interior do Estado

G1 –


O brasileiro Julio Rezende, do Rio Grande do Norte, está sentindo o gostinho de visitar Marte. E sem precisar entrar em órbita. O pesquisador faz parte da tripulação que, durante duas semanas, ocupa a Estação Desértica de Pesquisa de Marte, mantida por uma ONG americana no deserto de Utah, nos Estados Unidos. O Fantástico acompanha a experiência. Em Natal, o foco do trabalho do pesquisador é o desenvolvimento de habitats que permitam a sobrevivência humana em regiões sob ameaça de escassez de água, um problema que aflige tanto o Planeta Vermelho quanto diversas regiões do semiárido brasileiro. Julio espera que a experiência em Utah ajude a aperfeiçoar seu projeto de criação da primeira estação de pesquisa marciana no Brasil, na zona rural da pequena cidade de Caiçara do Rio do Vento.



Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.



COMPARTILHE