quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Na Paraíba, Operação prende 7 pessoas suspeitas de ligação a crime de motorista do Samu

G1 –

Pelo menos sete pessoas foram presas em uma Operação das Polícias Civil e Militar, deflagrada na manhã desta quarta-feira (29) na cidade de Sousa, no Sertão paraibano. A ação teve como objetivo elucidar um crime onde um funcionário do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) sofreu uma tentativa de homicídio, após denunciar irregularidades na instituição.

De acordo com as primeiras informações divulgadas pelo delegado de Polícia Civil, Sylvio Rabelo, foram cumpridos mandados na casa da secretária de saúde do município de Sousa, Amanda Silveira. A Polícia Civil confirmou que o marido e o irmão da secretária foram presos. Ainda na operação, a Polícia Civil apreendeu armas de fogo.

O G1 entrou em contato com a secretária de saúde, Amanda Silveira, mas após a identificação da reportagem a secretária não respondeu.

A ação foi deflagrada com o nome de Operação Mordaça, pelo fato da Polícia Civil suspeitar que a tentativa de homicídio teve o objetivo de intimidar o funcionário, pelas denúncias feitas. Entre as irregularidades, o funcionário denunciou que outros servidores registravam o ponto sem trabalhar. As denúncias foram apresentadas em uma audiência do Fórum Paraibano de Combate a Corrupção que aconteceu na cidade de Sousa.

A tentativa de homicídio contra o condutor e socorrista do Samu ocorreu em 20 de setembro deste ano. A vítima estava chegando em casa, na cidade de Sousa, quando foi surpreendida por dois homens armados, que estavam em uma moto. O socorrista do Samu foi agredido e também foi baleado na perna.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.



COMPARTILHE