segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Idoso de 80 anos é flagrado abusando criança de 5 anos no meio da rua

Paraíba Debate –

Um idoso de 80 anos foi preso em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, após ter sido flagrado abusando sexualmente de uma menina de cinco anos. O suspeito foi pego pela Polícia Civil, em ação conjunta com a Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM), depois de longa investigação. 

A primeira denúncia aconteceu por um vizinho do conjunto dos Rouxinóis, que gravou o momento em que, em plena calçada, o idoso passava a mão nas partes íntimas da criança e ainda tentava beijá-la na boca.Pelo vídeo, as autoridades conseguiram identificar que o idoso, que ficava sentado em uma cadeira, agarrava a criança, tentava beijá-la e quase sempre, puxava o vestido dela para perto do corpo. 

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva do suspeito ao descobrir que ele havia ido para outra cidade. O idoso foi levado de volta a Campo Grande, onde prestou esclarecimentos e ficou preso.No depoimento, o homem de 80 anos disse que não estava fazendo nada de ilegal com com a criança e que nunca a tocou nas partes íntimas. 

Os beijos e os abraços, conforme o suspeito, seriam apenas uma demonstração de carinho com a menina. Conforme o criminoso, seria a criança que ia até ele, sendo que as imagens captaram que era ele quem puxava a criança. Ainda não foi informado se o idoso era parente da vítima ou se os dois eram apenas vizinhos no mesmo conjunto.

O autor do vídeo ainda contou aos policiais que a gravação não era a primeira vez que o idoso agia contra a criança. A polícia também não quis informar se continuaria investigando, para descobrir se o suspeito tentou ainda abusar da vítima em outros lugares e de outras maneiras.

Os policiais elogiaram o vizinho que começou a filmar a ação do idoso. Para as autoridades, muitas pessoas não teriam feito nada na mesma situação. Além disso, o homem teve muito sangue frio, pois se o idoso descobrisse que estava sendo gravado, poderia tentar sumir ou ainda fazer algo de pior contra a criança, única vítima dele identificada, pelo menos até agora.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.



COMPARTILHE