quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Em Picuí CEOP realizará a 7ª Caminhada da Paz, pelo fim da violência contra a mulher

CEOP / Kamylla Salusto  -


No próximo sábado, dia 11 de novembro de 2017, acontecerá na cidade de Picuí, localizada no Curimataú Paraibano, a Sétima Caminhada da Paz - Pelo Fim da Violência Contra a Mulher, promovida pelo Centro de Educação e Organização Popular (CEOP), com o apoio da Prefeitura Municipal de Picuí.

Na ocasião, haverão apresentações culturais pelas crianças e adolescentes beneficiários das oficinas socioeducativas do CEOP e pelo grupo de teatro do Polo da Borborema que irá apresentar a peça “A Culpa não é de Zefinha”.


Dessa forma, o CEOP convida toda população picuiense e das cidades circunvizinhas para participar desta sétima edição da Caminhada da Paz – Pelo Fim da Violência Contra a Mulher, com a sua camisa branca ou lilás, por nenhuma a menos. Para ir às ruas dizer que a sociedade que se precisa é uma sociedade sem violência, pautada no respeito às diferenças e à diversidade, em que ambos os gêneros vivam em harmonia. 

A caminhada além de informar, divulgar e apresentar os órgãos de proteção como apoio às mulheres por vezes violentadas, possibilita encorajá-las a saírem de suas respectivas situações de abuso e/ou negação de direitos à lutarem pela vida e liberdade de expressão. 

Dessa forma, a ocasião será um importante momento de luta e conscientização, na medida em que outros movimentos sociais da Paraíba virão somar conosco nessa caminhada, a fim de construir novos conhecimentos pautados nas experiências de vida compartilhadas.

Esta sétima edição da caminhada, de caráter estadual, irá trabalhar, além da violência doméstica e misógina, a problematização acerca do assédio e abuso sexual contra crianças e adolescentes, em que no Centro educativo do CEOP, desde abril de 2017, tem suas atividades com os beneficiários completamente voltadas para o conhecimento da existência desses tipos de violência e, ao mesmo tempo, visa atentar pela conscientização acerca da luta por mais justiça social e pelo fim da violência misógina, doméstica e sexual.


A CAMINHADA

No intuito de que as mulheres ao se conscientizarem pela causa lutem e rompam com o ciclo de violência doméstica, a Caminhada da Paz é um momento de superação, de garantia de voz e vez das mulheres que por vezes são silenciadas e/ou tem seus direitos negados cotidianamente pelo reforço do sistema patriarcal. Estimulando, assim, que outras mulheres possam romper com o silencio ao posicionarem-se diante das injustiças sociais, transformando sua respectiva realidade, por meio da militância e mudanças nas práticas de pensar e agir.  A Caminhada da Paz encontra-se em sintonia com a campanha mundial dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, em que o CEOP realizará antecipadamente no próximo dia 11 de novembro a esta presente campanha que se estenderá do dia 25 de novembro ao dia 10 de dezembro de 2017, momento em que comemora-se o dia internacional dos direitos humanos, pelo fim da violência e das injustiças sociais.



Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.



COMPARTILHE