sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Em Nova Palmeira vereadores oposicionistas são contrários ao aumento de alíquota dos servidores ativos para ‘salvar’ IPSENP

Click Picuí –

É complicadíssima a situação financeira do Instituto de Previdência de Nova Palmeira – IPSENP. Os aposentados e pensionistas do referido instituto estão apreensivos. De acordo com o Sagres, até setembro último, o saldo do IPSENP era apenas de R$ 661.40, (seiscentos e sessenta e um reais e quarenta centavos).

Uma das hipóteses sugeridas numa audiência pública realizada no município, foi o aumento da alíquota de 11% para 14% na contribuição dos servidores ativos, mas que ainda está em estudo junto com outras possibilidades. O problema é que a maioria dos funcionários não concorda com essa proposta.
Segundo o vereador Juscelino Cassiano, a bancada oposicionista na Câmara Municipal é contrária a esse aumento de alíquota. 


“Essa matéria indo para a Câmara, eu voto contrário a esse aumento da alíquota previdenciária que é descontada dos funcionários, até porque não vai resolver o problema financeiro do instituto que vem de anos, se deve procurar outros meios” – disse o vereador Juscelino Cassiano.

O vereador Zé de Souza também se posicionou contrário. “Mesmo aumentando para 14%, vai aumentar apenas 12 mil reais de arrecadação, enquanto isso o município tem um excesso de cargos comissionados e por isso está sendo enviado pra o INSS em torno de 30 mil reais” – pontou Zé de Souza. Vamos aguardar o desenrolar dos fatos. Uma solução deve ser encontrada para que aposentados e pensionistas do IPSENP não fiquem prejudicados sem receber seus salários.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.



COMPARTILHE