sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Ator é espancado no centro de São Paulo vítima de racismo

Notícias  Ao Minuto –

O ator Diogo Cintra foi espancado no centro de São Paulo nesta quarta-feira (15) ao pedir ajuda de seguranças após sofrer uma tentativa de assalto. Em nota, a SPTrans disse que vai apurar o caso e vai punir os agressores caso a violência seja comprovada.  O artista relatou, por meio das redes sociais, que o episódio ocorreu após ter sido abordado por dois bandidos, próximo às 5h, próximo ao Terminal de Ônibus Parque Dom Pedro 2º.

"Chegando lá, ainda sendo perseguido, eu tentei pedir ajuda pra uma segurança, que virou pra mim e disse: ‘Meu, só corre. Sai daqui", diz. “Eu gritava, tentando argumentar com os caras, dizendo que o celular que eu tinha no bolso era meu e que eu não tinha roubado”, contou. “Tentei provar isso mostrando o conteúdo que havia no aparelho, mas ele estava descarregado. Mas sempre que eu tentava falar algo, o segurança me mandava calar a boca”, completou.

De acordo com o 'Blog do Arcanjo', do portal UOL, as agressões só pararam porque um mulher amiga dos bandidos pediu misericórdia.

“Por pouco, eu não fui morto por uma injustiça e por conta de um ato racista. Racista, porque eu sou negro e estava simplesmente andando de madrugada. Racista porque ninguém naquela noite acreditou em mim, e além de ser assaltado, fui sentenciado por pessoas que nem quiseram me ouvir falar. Por que diabos automaticamente o segurança assumiu que eu era o bandido e que os outros caras estavam falando a verdade? E o pior, o segurança também era negro. O que diabos levou a ele a não sentir sequer o mínimo de empatia por mim? Por que ele não chamou a polícia para resolver a situação, ao invés de simplesmente me enxergar como um bandido e me entregar pros cães?”, questiona.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.



COMPARTILHE