sábado, 21 de outubro de 2017

Campo sustentável: Prefeitura de Picuí realiza entrega 2.000 kg de matéria orgânica na zona rural

Ascom -

Transformar a matéria orgânica, que antes era descartada no lixão, e transformar em adubo de alta qualidade para recuperar áreas degradadas auxiliando também o homem do campo. Foi pensando nisso que a Prefeitura de Picuí, por meio da Secretaria de Agricultura, criou o programa municipal ‘Campo Sustentável’ que vem mudando a realidade da zona rural quando se fala em sustentabilidade e meio ambiente.
O programa tem parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB – Campus Picuí, que utiliza o local como laboratório de experimentos para os estudantes do curso de agroecologia, que dá aos futuros profissionais, na prática, um dos principais objetivos do curso, a convivência com o semiárido. 
 A metodologia utilizada é bem simples: o coco verde, coletado no comercio local, e as podas de árvores, que é realizada pela Prefeitura, são transportadas diretamente para o centro de processamento de solos (fábrica de solos). Lá todo material é triturado e separado em leras que passarão por um processo de decomposição natural entre 90 e 120 dias, após essa fase, acontece o peneiramento da matéria orgânica que se tornam adubos de alta qualidade. Com isso, o montante de resíduos sólidos no lixão da cidade diminuiu em até 20%.   
Na ultima sexta-feira (20) a Prefeitura realizou a entrega de duas toneladas (2.000 kg) de matéria orgânica triturada na comunidade rural de Mato Grosso, na propriedade do senhor Djalma Santos, que é cultivador de maracujá e criador de vacas leiteiras. “Esse material, além de ajudar na fertilização do solo de forma natural, vai auxiliar para reter a evaporação da água no plantio que ele possa utilizar deixando o solo úmido. Além disso, a área será recuperada de forma natural e que terá uma correção natural do solo na propriedade do agricultor”, disse o agroecólogo, Ranieri Ferreira. 
 “Essa ação pioneira no Brasil realizada pela Prefeitura de Picuí é o compromisso que o Governo da Participação tem com o homem do campo para conviver com o semiarido. Esse trabalho é louvável e está sendo copiado por outras prefeituras que viram a ideia em Picuí ser proveitosa, de baixo custo e eficiente”, disse o Secretário de Agricultura, Valdir Dantas.
        
Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE