sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Operação Parcela Débito desarticula esquema fraudulento de desvio de dinheiro no IPM-JP

Polêmica PB –


As audiências de custódia da Operação Parcela Débito, que desarticulou suposto esquema fraudulento apontado como responsável pelo desvio de R$ 25 milhões dos cofres do Instituto de Previdência do Município (IPM), em João Pessoa, aconteceram nessa quinta-feira (24), na 6ª Vara do Fórum Criminal da Capital.

Dezenove pessoas foram ouvidas e apenas uma mulher, que está grávida conseguiu medida protetiva e cumprirá prisão domiciliar. Os demais foram transferidos para penitenciárias da cidade, de acordo com o grau de instrução.

Os homens com curso superior foram levados para o Centro de Ensino da Polícia Militar, no bairro de Mangabeira. Já os que não possuem graduação superior estão no Presídio do Róger. As mulheres com curso superior foram para a 4ª Companhia da Polícia Militar, enquanto que as demais estão no presídio Júlia Maranhão, no bairro de Mangabeira.

A polícia ainda busca cumprir o último mandado de prisão dessa fase inicial da operação. As investigações correm sob segredo de justiça e podem ser aprofundadas para apurar se o esquema também atuava em outras cidades do estado.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.

Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro.

COMPARTILHE