sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Ex-prefeito de Baraúna fala sobre aprovação de suas contas de 2014

Assessoria -

O ex-prefeito Alyson José da Silva Azevedo (PMDB) teve contas aprovadas pela Câmara de vereadores de Baraúna (PB).

Análise se refere ao ano de 2014, e já possuía parecer favorável pelo Tribunal de Contas do Estado. Líder político relaciona resultado positivo com modelo de gestão aplicado na época em que foi prefeito.
O ex-prefeito foi comunicado na última sexta-feira (04) após seção ordinária na Câmara de Vereadores sobre a aprovação das contas relacionadas ao ano de 2014 quando foi prefeito da cidade. A votação e aprovação aconteceram na Câmara Muncipal e já possuía o parecer favorável pelo Tribunal de Contas do Estado.
“Fico feliz porque a nossa prioridade enquanto administrador era administrar a cidade, cumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal. Acho que nossa administração fez isso, além de tantas conquistas interessantes para o município. Fico agradecido aos vereadores que votaram favorável pela aprovação do exercício de 2014, onde o próprio tribunal havia aprovado as contas. Sabemos que tudo foi feito com ética e trabalho”, destaca Alyson.
Alyson, agora aguarda a aprovação das contas referente ao exercício de 2015 e 2016. Conforme o ex-prefeito, o período foi considerado um dos mais difíceis de sua administração em função da recessão econômica que o país enfrentou. “Acredito que o TCE vai apreciar os dos últimos anos assim como votou favorável os6 anos que estive a frente do município de Baraúna, se Deus quiser terei êxito nos demais anos que viram, sem restrições. Foi o ano de maior recessão. Tivemos muita dificuldade para cumprir os percentuais em todos os setores do poder público municipal. A receita caiu e trabalhamos para fazer o melhor a população de Baraúna. Mas, independentemente da situação, a expectativa é boa e pela aprovação também deste período”, conta Alyson.

Adeus à velha política de governar
Questionado sobre as medidas que tomou para cumprir o que prevê a Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, no período em que foi prefeito, Alyson destaca a forma de governar. Segundo ele, o modelo de gerir uma cidade mudou e os prefeitos precisaram se adequar com a nova realidade. “Não se consegue mais fazer aquela política antiga. Os prefeitos e demais gestores têm que se dedicar muito para poder atingir os índices e conquistar o que é possível, com trabalho, respeito e responsabilidade. Tudo tem que ser muito bem acompanhado”, defende.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE