terça-feira, 25 de julho de 2017

Após juiz suspender decreto de Temer, Sindipetro-PB espera por distribuidoras para rever preços

Roberto Targino –

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindipetro–PB) aguarda definições das distribuidoras e das instâncias superiores para rever os preços cobrados nas bombas nos postos paraibanos.
Em contato com o Portal MaisPB, o presidente do Sindipetro-PB, Omar Hamad, disse que é preciso aguardar os efeitos da liminar concedida hoje pelo juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, determinando a suspensão imediata do decreto publicada na semana passada pelo governo Michel Temer e que elevou a alíquota de PIS/Cofins que incide sobre a gasolina, o diesel e o etanol aumentado o valor dos combustíveis deste a última sexta-feira (21).
De acordo com Omar Hamad, tudo ainda está sob efeito de  liminar e a União e as distribuidoras precisam tomar ciência para que a determinação comece a valer.
“Quando começar a valer vamos saber como as distribuidoras vão fazer esses repasses. Somos os últimos da cadeia. Vamos esperar a determinação entrar em vigor”, afirmou.
Ainda de acordo com Omar Hamad, ainda existe uma possibilidade de a liminar sofrer uma cassação tendo em vista que o governo já avisou que vai recorrer da decisão.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com,  siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter,  Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE