terça-feira, 20 de junho de 2017

Picuí receberá a 5ª Caravana do Coração dia 05 de Julho

Secom -

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e da Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba (RCP), em parceria com a ONG Círculo do Coração de Pernambuco, se prepara para mais uma Caravana do Coração. Esta é a quinta vez que o evento é realizado no Estado e a equipe da Caravana segue viagem neste domingo (25) para Cajazeiras, às 11h, da sede do Conselho Regional de Medicina (CRM-PB). As atividades em Cajazeiras serão feitas na segunda-feira (26).
Nesta edição, que será realizada de 26 de junho a 8 de julho, 13 municípios serão contemplados: Cajazeiras, Sousa, Catolé do Rocha, Pombal, Patos, Itaporanga, Princesa Isabel, Monteiro, Campina Grande, Picuí 05/07, Guarabira, Itabaiana e Mamanguape. Estes municípios sede receberão uma equipe de profissionais voluntários para realização de atendimentos a usuários do SUS referenciados pelos demais municípios das regiões de saúde da Paraíba.

A novidade deste ano na Caravana do Coração é que, além das crianças com cardiopatias congênitas e daquelas com microcefalia que estão sem acompanhamento, o atendimento será ampliado para captar 250 gestantes em cada cidade. A expectativa é de que os números dos últimos anos sejam ultrapassados com qualidade.
O Projeto – A Caravana do Coração começou a partir da Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba (RCP – PB). É uma ação do Governo do Estado da Paraíba em parceria com a ONG Círculo do Coração considerada divisor de águas nas áreas cardiológica e pediátrica.
A primeira edição do Projeto foi realizada em 2013, quando foram visitados oito municípios paraibanos e atendidos pouco mais de 500 pacientes. A segunda e a terceira edições, realizadas em 2014 e 2015, respectivamente, cobriram 13 municípios e asseguraram o atendimento de mais de 1.000 pacientes, cada. Nessas Caravanas, os profissionais de saúde percorrem mais de 1.800 km.
Realizada em julho de 2016, a IV Caravana do Coração registrou, em 13 dias, 10.793 procedimentos, beneficiando 1.908 pacientes (1.349 crianças, 241 gestantes e 318 adultos), de 176 municípios paraibanos.
Na ocasião, foram encaminhados 100 pacientes para avaliação genética por suspeita de microcefalia. Destes, 53 tiveram confirmação da microcefalia e 29 apresentaram outras malformações (síndromes genéticas). Os demais pacientes não apresentaram malformações. Além desses, ainda foram identificados 11 fetos com anomalias que podem estar relacionadas ao vírus Zika.
O Projeto ganhou o prêmio de melhor trabalho multidisciplinar no 24º Congresso Brasileiro de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Pediátrica, concorrendo com mais de 300 trabalhos inscritos. O evento ocorreu em novembro de 2016, em Belo Horizonte (MG).

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE