quinta-feira, 25 de maio de 2017

Prefeito de Picuí e vice-prefeito participam em Brasília de homenagem ao saudoso Felipe Tiago Gomes

ClickPicuí -

O prefeito Olivânio Remígio e seu vice Lucas Marques durante suas estadias em Brasília para encaminhamento de várias proposituras de interesse dos Picuienses, aproveitaram para participar como convidados especiais da sessão solene realizada pela Câmara Distrital, para homenagear o fundador da Campanha Nacional das Escolas da Comunidade (CNEC), professor Felipe Tiago Gomes, com o título de Cidadão Honorário de Brasília post mortem.
O deputado Cláudio Abrantes, autor da propositura, lembrou que o homenageado era advogado de profissão, mas destacou-se como "um dos maiores educadores que o Brasil já teve". Por isso deve ser lembrado e reverenciado como exemplo de cidadão.
Além dos executivos Picuienses, estivaram presentes também a senadora Fátima Bezerra, o sobrinho Waldemiro Severiano e família, agentes políticos e amigos do homenageado.

Felipe Tiago Gomes nasceu em 1º de maio de 1921, no Sítio Barra do Pedro, no Município de Picuí (PB); filho caçula de Elias Gomes Correia e de Dona Ana Maria Gomes. Em 1928, foi alfabetizado por sua irmã Francisca. Concluiu o Curso Ginasial no Colégio Pio XI, em 1940 e ingressou na Faculdade de Direito do Recife em 1944. No ano seguinte foi eleito representante da turma junto ao Diretório da Faculdade. Em 1946 foi nomeado prefeito de Picuí. Foi presidente do Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Pernambuco, em 1947 e fundou o Teatro Universitário de Pernambuco.
Formou-se Bacharel em Direito em 1948, dois anos depois tornou-se Integrante da Campanha de Erradicação do Analfabetismo no Estado do Rio de Janeiro e organizou o Movimento Popular de Alfabetização, em 1951. Foi colaborador do Movimento Cívico Contra o Analfabetismo no Estado do Espírito Santo em 1954. 
Em 1958 foi nomeado Diretor do Departamento de Ensino Médio da Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro e em 1960 torna-se membro diretor da Associação Brasileira de Educação. A partir desse momento, passou a dedicar-se exclusivamente as ações da CNEC. Foi concedido a ele o título de Comendador da Educação Brasileira pelo Ministério da Educação.
Felipe Tiago fundou, juntou com outros estudantes universitários no Recife, em 1943, a Campanha do Ginasiano Pobre, célula embrionária da Campanha Nacional de Escolas da Comunidade - CNEC, com a proposta de estender o projeto para vários estados do Brasil, adentrar o interior de cada um deles, em cidades e lugarejos onde na sua maioria, a presença do ensino público não se fazia presente. Hoje, constitui-se como a maior rede de ensino do país.
A Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC) é uma rede brasileira de educação que atende desde a pré-escolaridade até a pós-graduação, passando por cursos de graduação em Faculdades independentes. A CNEC tem 20 faculdades, 77 cursos superiores, 264 escolas, 15.649 universitários, 130.800 alunos de educação básica e é presente em 21 estados brasileiros.
No período de atuação de seu fundador, a CNEC foi presidida por personagens influentes no cenário político e social brasileiro. Foram presidentes da Instituição: ex-senador Henrique La Roque, ex-deputado Paulo Sarasate, ex-ministro Alcides Vieira Carneiro, ex-senador Aderbal Jurema, dentre outras pessoas ilustres que abraçaram a causa cenecista.
No dia 21 de setembro de 1996, Felipe Tiago Gomes faleceu em Brasília, vítima de complicações cardíacas. Anos antes de seu falecimento, ele dimensionou a presidência da Entidade para ex-alunos da CNEC.


Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga  nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.

COMPARTILHE