Em Nova Palmeira, professores paralisarão suas atividades devido ao descumprimento do piso salarial - Jornal Diário do Curimataú
Em Nova Palmeira, professores paralisarão suas atividades devido ao descumprimento do piso salarial

Em Nova Palmeira, professores paralisarão suas atividades devido ao descumprimento do piso salarial

COMPARTILHE
Nova Palmeira Notícia -

Os professores do município de Nova Palmeira, no Seridó da Paraíba, decidiram encaminhar uma proposta de adequação salarial para a gestão de Ailton Gomes e os profissionais do magistério não receberam nenhuma resposta.
Em janeiro, o por força da Lei 11.738/2008, o Ministério da Educação (MEC) elevou em 7,64% o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica.
Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos do Curimataú e Seridó da Paraíba – Sinpuc, em Nova Palmeira a gestão ainda não está cumprindo a lei. Os professores aprovaram uma proposta de negociação que divide a adequação salarial em dois percentuais. O primeiro, de 5%, deve ser garantido já em abril. O segundo, de 2,64%, pode ser creditado a partir de outubro.
Os percentuais devem ter efeito retroativo imediato. Os profissionais aguardaram uma resposta da administração que era até a quinta-feira, 20. Como não foram atendidos, as aulas serão paralisadas nesta terça-feira, dia 25 de abril.
1923, que foi realizado no último domingo (22), da quina da Mega, poderá ser um Picuiense ou algum morador de algumas das cidades vizinhas, já que a aposta sortuda foi feita em uma lotérica renomada, localizada no centro da cidade.

Leia mais notícias em diariodocurimatau.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Jornal Diário do Curimataú pelo Whatsapp (83) 9 8820-0713.